Brasil tem 1.264 mortes por covid-19 em 24h, diz consórcio de imprensa

Pelo terceiro dia consecutivo o número de óbitos fica acima de mil. O país tem um total de 63.254 vítimas e 1.543.341 casos confirmados

O Brasil tem 63.254 mortes e 1.543.341 casos confirmados de covid-19, segundo levantamento do consórcio de imprensa junto às secretarias estaduais de saúde divulgado nesta sexta-feira, 3 de julho.

O balanço, atualizado às 20 horas, mostra que em 24 horas foram registrados 1.264 óbitos e 41.988 testes reagentes para o SARS-CoV-2.

O consórcio de veículos reúne UOL, Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra.

Pelo terceiro dia consecutivo o número de mortes fica acima de mil. É o único país no mundo a ultrapassar esta marca nas últimas 24 horas, segundo a plataforma Worldmeters.

Nos últimos sete dias o Brasil foi o que mais registrou mortes em todo o mundo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), foram 6.807 vítimas.

Em relação ao número de casos o Brasil está em segundo lugar, com 260.122. Os Estados Unidos confirmaram 304.156 novos infectados no período de sete dias. O país vem registrando recordes diários de casos. Nesta sexta-feira teve 53.301 casos de covid-19, o segundo maior número desde o começo da pandemia.

SP vai reabrir bares e restaurantes

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), confirmou nesta sexta-feira, 3, que bares, restaurantes e salões de beleza poderão reabrir a partir da próxima segunda-feira, 6, mas com restrições. Os protocolos com os detalhes de capacidade e horário de atendimento para cada setor serão assinados em reunião neste sábado, 4.

A expectativa é que bares e restaurantes possam abrir com 40% da capacidade para consumo local, com funcionamento reduzido de 6 horas diárias, com limite máximo até 17 horas. Será preciso garantir um ambiente arejado e o uso de máscaras segue como obrigatório.

Na cidade do Rio de Janeiro, depois de bares e restaurantes abrirem, agora as igrejas voltam a ter missas presenciais neste sábado, 4, e o retorno vai seguir uma série de recomendações da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro.

Só vão receber os fiéis as igrejas que tiverem feito a higienização, indicações com adesivos para a localização dos frequentadores respeitando o distanciamento, inclusive no momento da comunhão entre o fiel e o celebrante. Para evitar o contato direto, a hóstia será entregue na mão da pessoa que a levará à boca.

(Com Clara Cerioni)

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Plano mensal Revista Digital

Plano mensal Revista Digital + Impressa

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

R$ 15,90/mês

R$ 44,90/mês

Plano mensal Revista Digital

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

ASSINE

Plano mensal Revista Digital + Impressa

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças + Edição impressa quinzenal com frete grátis.

ASSINE