EXAME Agro

Arrendamento de terras: o que é e quais são suas vantagens

Arrendamento de terras vale a pena? Veja se essa modalidade pode render um bom negócio para você

Arrendamento de terras (SLC/Divulgação)

Arrendamento de terras (SLC/Divulgação)

Thais Tenher
Thais Tenher

Jornalista freelancer

Publicado em 4 de novembro de 2023 às 09h00.

Ao ouvir a frase “arrendamento de terras”, logo vem à cabeça alguma negociação que envolva uma propriedade rural. Mas, você sabia que também existem arrendamentos em cidades e, até mesmo, de bens ativos? 

A modalidade de arrendamento de terras é uma oportunidade para quem possui um negócio mas não tem interesse em administrá-lo e, do outro lado, alguém que quer administrar um negócio mas não possui a área para fazê-lo.

O arrendamento de terras tem tudo para ser um bom negócio, mas é preciso analisar muito bem todas as condições e previsões de lucratividade antes de assinar o contrato. Para te ajudar a entender melhor esse universo, vamos te contar aqui o que é e como funciona o arrendamento de terras

O que é arrendamento de terras? 

O arrendamento de terras rurais, ou qualquer outro tipo de arrendamento, pode ser comparado com uma espécie de aluguel. O proprietário da área rural cede o espaço da propriedade para que ele seja utilizado para fins comerciais. 

No caso das propriedades rurais, trata-se de um pacto entre duas pessoas ou empresas que visam a exploração da área, o que pode incluir até mesmo utilização dos implementos agrícolas e demais equipamentos já existentes na propriedade.

O objetivo do arrendamento é garantir um rendimento mensal para o proprietário, mas sem precisar se preocupar com o comércio e a manutenção da cultura produzida. Este pagamento geralmente é definido em dinheiro, mas pode ser pago em produto, tudo depende da negociação. 

Quem é o arrendador e quem é o arrendatário? 

Assim como em um contrato de aluguel comum, onde o locatário é o proprietário do imóvel, e o locador é o inquilino que está alugando, o arrendatário é aquele que está produzindo nas terras e o arrendador é o proprietário das terras, quem recebe um valor mensal pela utilização e produção naquele espaço

Como funciona o arrendamento de terras? 

Assim como em uma negociação de aluguel, os interessados no arrendamento de determinada terra firmam um contrato que já estabelece todas as cláusulas relacionadas à produção e manutenção daquela área. Os contratos são estabelecidos com prazo de validade mínimo de 3  a 5 anos, de acordo com o que será feito na terra. Por exemplo, se o espaço arrendado será usado para uma plantação de mandioca, que tem um ciclo de cultivo de 14 a 16 meses, provavelmente o tempo de contrato será traçado com base no tempo de produção e lucratividade no período. 

Obrigações e deveres por parte dos arrendadores e arrendatários também são dispostos no documento. A prática de arrendamento de terras rurais, é muito comum e interessante para investidores urbanos que não possuem expertise nas tarefas agrícolas e pecuárias

Mas deve-se pensar em eventuais problemas que possam existir no caminho, como, por exemplo, fenômenos naturais. Neste caso, mesmo que protegido por contrato, o arrendatário poderá enfrentar dificuldades em honrar com os compromissos estabelecidos anteriormente. 

Veja aqui os principais tipos de arrendamento de terras que temos no Brasil hoje: 

  • Arrendamento rural: É um tipo de arrendamento que visa a exploração daquela área para a criação de animais, culturas de grãos ou qualquer outra forma de plantio. São arrendamentos que, nos acordos, parte da produção é usada como pagamento ao proprietário; 
  • Arrendamento comercial: Caracteriza-se quando um ponto comercial, podendo ser uma loja, um posto de gasolina ou até uma lanchonete, são arrendados com o objetivo de utilizar comercialmente o espaço. Geralmente, são casos em que o negócio segue o seu fluxo normal mas, contando com uma nova gestão; 
  • Arrendamento de royalties: É o tipo de arrendamento advindo de frutos provenientes da comercialização de determinado produto ou serviço. Como por exemplo, catálogos musicais.
  • Arrendamento mercantil: São os arrendamentos de bens ativos, como por exemplo, carros. Conhecido como leasing, neste caso, o arrendador normalmente é uma instituição financeira.

Leia também:

Acompanhe tudo sobre:Guia do Agro

Mais de EXAME Agro

La Niña deve impactar lavouras de arroz do RS a partir de outubro, prevê Irga

Mapa anuncia Wilson Vaz de Araújo como novo secretário de Política Agrícola

Exportações do agro brasileiro registram queda de 10,2% em maio

Produção de sêmen bovino registra alta de 10% no 1º trimestre de 2024

Mais na Exame