Morte de Chávez é o assunto mais discutido da web

No Twitter, a expressão “Murió Hugo Chávez” tornou-se o tópico mais debatido do mundo ao lado de “Plantão da Globo” e “#HastaSiempreComandante”

São Paulo - Mal o governo da Venezuela confirmou o falecimento do presidente do país, Hugo Chávez, mensagens de apoio e de críticas ao controverso comandante do país sul-americano ascenderam entre os temas mais discutidos da internet.

A notícia de que Hugo Chávez morreu, aos 58 anos, vítima de um câncer na região pélvica tornou-se a manchete de sites de notícias em todo o mundo, como os americanos New York Times e Washington Post e os ingleses The Guardian e Daily Telegraph.

No Twitter, a expressão em espanhol “Murió Hugo Chávez” tornou-se o tópico mais debatido do mundo ao lado de tags como “Plantão da Globo”, “#HastaSiempreComandante” e “Vice President Nicolas Maduro”, todas relacionadas à notícia da morte do principal personagem da política venezuelana nas últimas duas décadas.

Entre os usuários que compartilham a hashtag “HastaSiempreComandante”, a maior parte das mensagens, postadas em inglês ou espanhol, é de apoio ao chavismo, como a reprodução de frases famosas do líder latino americano e críticas às políticas americanas. A usuária Silvana Revuelta, por exemplo, postou em espanhol que este é o momento de “mostrar que a revolução bolivariana é muito maior que uma única pessoa”.

Já entre os usuários que compartilham a hashtag “Murió Hugo Chávez” há muitas críticas ao estilo do comandante venezuelano e mensagens agressivas. A usuária PrisKilla, por exemplo, postou em inglês que Chávez foi um político autoritário e agia de modo mal educado, por exemplo, ao chamar o ex-presidente americano George Bush de “demônio”. Muitos usuários escreveram mensagens como “Vá para o inferno, Chávez”.

Ao morrer, Chávez reproduz nas redes sociais a mesma divisão que gerou em vida entre as forças políticas, alinhando críticos e apoiares em campos opostos. Nas páginas criadas por fãs de Chávez no Facebook, por exemplo, há emocionadas mensagens de despedida e de apoio aos valores bolivarianos, mas também críticas à figura pública do líder venezuelano. Herói e mártir. Déspota e corrupto. Adjetivos não faltam nos posts sobre Chávez na internet.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.