Mirando R$ 3 bilhões em receita, a Brasoftware é uma big tech nacional que o Brasil pouco conhece

De revendedora de aplicações de empresas estrangeiras nos anos de 1990, hoje a companhia explora o gigante mercado dos softwares em nuvem
Eduardo Sukarie, da Brasoftware: pioneirismo em soluções de cloud computing no Brasil (Brasoftware/Reprodução)
Eduardo Sukarie, da Brasoftware: pioneirismo em soluções de cloud computing no Brasil (Brasoftware/Reprodução)
A
André Lopes

Publicado em 10/07/2022 às 09:00.

Última atualização em 28/09/2022 às 13:32.

Com 35 anos de existência, a Brasoftware pode não ter um nome que soe comum para o brasileiro, mas, no mundo corporativo, ela é uma gigante conhecida por atuar com as tecnologias que são engrenagens de boa parte dos negócios no país.

Uma das características que demonstram essa grandeza oculta é o fato da empresa ser a maior parceira comercial da Microsoft no Brasil, atuando, desde que foi fundada por Jorge Sukarie, como uma representante oficial dos softwares da companhia de Bill Gates.

No entanto, ainda que parte dos negócios sejam o fornecimento de licenças do Windows ou Adobe, a Brasoftware já diversificou muito a operação.

Entraram na lista de produtos para os mais de 450 mil clientes o desenvolvimento de aplicações próprias em nuvem, com soluções digitais de work analytics e bots de assistentes virtuais, que tiveram alta demanda durante a pandemia.

Um checklist completo de inovações que devem impulsionar a empresa na meta de R$ 3 bilhões de receita até o fim ano, superando os R$ 2,2 bilhões de 2021.

E o caminho parece certo até a marca. Só nos primeiros 5 meses do ano, a Brasoftware cresceu 33% em relação ao mesmo período do ano passado. 

“Somos uma empresa tradicional, mas com uma grande capacidade adaptativa. Na pandemia conseguimos mostrar esse nosso DNA de transformação. Estávamos prontos para a digitalizar nossos clientes com a velocidade de escala que eles demandavam", conta Eduardo Sukarie, diretor Comercial da empresa".

Com investimento pesado em produtos próprios, a empresa recentemente lançou o Brasoftware Cloud Vision, uma ferramenta de gestão financeira que ajuda na otimização de custos em serviços de nuvem.

Através de Cloud Vision, os clientes da Brasoftware conseguem ter acesso às suas informações de consumo de nuvem de forma intuitiva e gráfica.

Uma iniciativa que faz bastante sentido. Segundo estudo da consultoria Gartner, o total de gastos globais de usuários finais em serviços de nuvem pública, como os operados pela Brasoftware, excederá US$ 480 bilhões, em 2022. E há uma certeza: uma fatia desse montante já foi garantida pela brasileira.

Veja Também

ESG: Pesquisas apontam para um planeta em tilt
Um conteúdo Bússola
Há um dia • 5 min de leitura

ESG: Pesquisas apontam para um planeta em tilt

Vitor Knijnik: a Era do Siliconwood
Um conteúdo Bússola
Há 3 dias • 3 min de leitura

Vitor Knijnik: a Era do Siliconwood

JBS encerra operação de proteína vegetal nos EUA
Negócios
Há 4 dias • 1 min de leitura

JBS encerra operação de proteína vegetal nos EUA