Globo faz parceria inédita com o Google para transformação digital

A aliança entre as empresas é única no mundo e deve acelerar a digitalização da emissora

A Globo fechou um acordo amplo com o Google para acelerar o seu processo de transformação digital. A parceria vai desde o serviço de computação em nuvem do Google, o Google Cloud, até o Android TV, o sistema operacional para televisores adotado no Brasil por empresas como TCL e Panasonic. Trata-se de um dos maiores contratos que o Google Cloud já firmou com uma empresa no Brasil e na América Latina. O valor, no entanto, não foi revelado.

A parceria entre as empresas é inédita no mundo e viabilizará a digitalização de grande parte do acervo de conteúdo da Globo, além de trazer os benefícios da inteligência artificial para entender melhor o consumidor e ajudar nos negócios da emissora.

Com a aliança, o Globoplay será nativo em TVs com o sistema Android para permitir uma navegação mais fluida, permitindo que a experiência seja praticamente sem diferenças entre um sinal de imagem que vem da TV e um sinal de imagem que vem da internet. Vale notar que o sistema Tizen, das TVs da Samsung, líder de mercado, conta com uma otimização semelhante no aplicativo. Segundo a Globo, a TV conectada representa 60% do tempo em que as pessoas passam assistindo seus conteúdos via streaming.

"A parceria com a Globo representa um marco na jornada de Google Cloud na América Latina e demonstra nossa disposição em ajudar nossos clientes a inovar e ganhar mais eficiência", disse Eduardo Lopez, presidente de Google Cloud para a América Latina, para a EXAME. “O Google Cloud tem uma plataforma com alto poder de processamento, flexibilidade e segurança. Trabalharemos com machine learning e inteligência artificial para ajudar a Globo na transformação digital”, afirmou Lopez.

A Globo irá migrar 100% de seus centros de dados para a nuvem do Google. Serão transferidos não só conteúdos, como também produtos e serviços digitais, entre eles G1, GE.com, Gshow e Globoplay.

Para Raymundo Barros, diretor de estratégia e tecnologia da Globo, a adoção do Google Cloud deve acelerar o avanço do Globoplay no mercado brasileiro, apesar de a emissora já ter experimentado com produção de conteúdo em computação em nuvem antes. Os benefícios apontados para o serviço são melhorias de infraestrutura, armazenamento e distribuição de conteúdo, alémde personalização de conteúdos editoriais e publicitários.

"O Globoplay é hoje um dos nossos principais ativos, que segue em crescente expansão. Nos últimos anos, havíamos alcançado um patamar alto nos nossos produtos e serviços digitais, com mais de 100 milhões de usuários únicos diários, que não conversava mais com o nosso modelo de operação a partir de um data center. Isso fica ainda mais claro quando, por exemplo, olhamos para o sucesso do BBB21, uma temporada que está 300% maior, seja nas métricas de horas consumidas, votos por minutos etc. Toda essa mudança de patamar já nos exigia acesso a recursos em escala na nuvem pública, por isso a parceria com o Google Could chega em um momento oportuno, trazendo robustez, ganho de escala e velocidade para as nossas operações", disse Barros para a EXAME.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.