EUA, Europa e SpaceX lançam satélite para monitorar o nível do mar

A espaçonave, chamada Sentinel-6 Michael Freilich, vai continuar o trabalho já realizado há 28 anos, de monitoramento do nível dos oceanos

Com foco em observar o efeito das mudanças climáticas nos oceanos, a Nasa, a European Space Agency (ESA) e a SpaceX se uniram para lançar um satélite totalmente dedicado a realizar esse monitoramento nos próximos anos.

A profissão mais valorizada na pandemia? Vire um “dev” com o curso de data science e Python da EXAME

A espaçonave, chamada Sentinel-6 Michael Freilich, vai continuar o trabalho já realizado há 28 anos, de monitoramento do nível dos oceanos. Mas, mais do que isso, fará essa tarefa com um nível muito mais preciso de detalhes, chegando à variação de centímetros em mais de 90% dos oceanos da Terra. O nome vem do falecido ex-diretor da Divisão de Ciências da Terra da NASA, um campeão das ciências da Terra e dos estudos oceânicos.

Caso tudo aconteça como o previsto, as empresas pretendem lançar um satélite “gêmeo” em 2025.

Recentemente, a SpaceX enviou quatro astronautas ao espaço, dando continuidade à bem-sucedida missão de demonstração realizada de maio a agosto, na qual dois astronautas americanos foram levados para a ISS e, depois, trazidos com segurança para a Terra pela SpaceX.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.