Como nunca mais ser monitorado sem saber no iPhone

O sistema operacional do smartphone da Apple permite facilmente revisar suas permissões de acesso a dados e revogar ou conceder o acesso a aplicativos de terceiros, como o Facebook

A privacidade é uma tendência global que ganhou força desde que entrou em vigor a lei geral de proteção de dados da União Europeia, requerendo o consentimento específico para o uso de informações dos usuários de serviços digitais e implicando multas em caso de infrações. Nesse contexto, a Apple tomou partido e passou a fazer publicidade com os seus recursos aprimorados de privacidade, chegando a provocar publicamente o Google no maior evento de tecnologia do mundo, a CES, realizada anualmente em Las Vegas, EUA. Diferentemente de empresas como Facebook e Google, a Apple não rentabiliza sua operação com base em dados de usuários fornecidos anonimamente a terceiros.

Na nova atualização do sistema operacional do iPhone, o iOS 14.5, a Apple lançou mais um recurso voltado à privacidade dos usuários. Ele é chamado App Tracking Transparency, algo como transparência de monitoramento de aplicativos. 

Antes da nova atualização, era possível desligar o rastreamento de aplicativos no iPhone seguindo este procedimento: Ajustes>Privacidade>Rastreamento>Permitir que aplicativos solicitem permissão de rastreamento. 

Agora, logo na instalação do aplicativo, o sistema operacional do iPhone pergunta ao usuário se ele quer ou não permitir que o aplicativo em questão poderá ou não ter acesso às suas informações -- assim como acontece no sistema Android, mas de forma menos restritiva. 

Ainda assim, é possível revisar e revogar ou conceder autorizações de acesso a dados pessoais por aplicativos no iPhone, basta acessar o menu de privacidade do iOS. 

A medida evita que aplicativos como o Facebook monitorem você quando você não estiver sequer utilizando a rede social.

  • Não perca as últimas tendências do mercado de tecnologia. Assine a EXAME.

Chegou a hora de sair das redes sociais? Ouça no EXAME Tech

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.