Tecnologia

Claro terá site de compras coletivas em parceria com Groupon

Em parceria com o Groupon, a Claro prepara seu site de compras coletivas, que deve entrar em funcionamento no segundo trimestre

O site de compras coletivas da Claro vai apresentar ofertas da própria operadora  (Wikimedia Commons/Wikimedia Commons)

O site de compras coletivas da Claro vai apresentar ofertas da própria operadora (Wikimedia Commons/Wikimedia Commons)

DR

Da Redação

Publicado em 9 de março de 2011 às 14h14.

São Paulo — A Claro é a primeira operadora a entrar no segmento de compras coletivas. Em parceria com o Groupon, que fornecerá o sistema e compartilhará com a operadora seus acordos comerciais, a Claro promete, para o segundo trimestre, colocar no ar seu portal de compras coletivas. 

De acordo com Fiamma Zarife, diretora de serviços de valor agregado e roaming da Claro, o serviço estará disponível primeiramente na web e depois no celular, tão logo esteja integrada a ferramenta para pagamento, já usada pelos bancos nas transações financeiras feitas por meio da operadora. A interface móvel estará disponível para 100% da base de assinantes, baseada em WAP, SIMCard (Menu Claro) e SMS. O portal também terá, futuramente, aplicativos para os principais sistemas operacionais. 

Segundo Fiamma, a Claro terá ofertas exclusivas para seus assinantes, sempre relacionadas ao serviço da operadora. "Estamos colocando nossos próprios serviços. Podemos ter um pacote de dados, conteúdos, handsets, tablets", explica ela. A operadora não revela o modelo de negócio com o Groupon. "É um portal da Claro, como se fosse powered by Groupon. Como não queríamos desenvolver do zero, usamos o sistema deles", diz ela. O usuário do portal Claro de compras coletivas também contará com um sistema de alertas diários via SMS e MMS.

Acompanhe tudo sobre:3GClaroComércioCompras coletivase-commerceEmpresasEmpresas de internetEmpresas mexicanasGrouponInternetOperadoras de celularServiçosTelecomunicações

Mais de Tecnologia

Vício em TikTok? O que é 'brainrot' e por que o termo está tão em alta

Mais 168 cidades podem ter internet 5G a partir de sexta-feira; veja a lista

Carros autônomos: os robotáxis começam a virar realidade para a Waymo, do Google

Empresa chinesa avança em tecnologia quântica com novo termômetro de óxido de rutênio

Mais na Exame