Tecnologia

Apple Vision Pro: o óculos de realidade aumentada que equivale ao iPhone no legado de Tim Cook

Após anos de atrasos, a Apple deu sua primeira contribuição à uma tecnologia que atualmente é liderada por Meta e Microsoft

Apple Vision Pro: design inspirado em óculos de esqui (Apple/Reprodução)

Apple Vision Pro: design inspirado em óculos de esqui (Apple/Reprodução)

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 5 de junho de 2023 às 15h39.

Última atualização em 7 de junho de 2023 às 09h36.

A Apple anunciou nesta segunda-feira, 5, o fone de ouvido de realidade aumentada Apple Vision Pro. Um tecnológico dispositivo que combina, segundo a empresa, o mundo real e o digital em uma perfeita mistura. “É o primeiro produto da Apple que você olha através dele, e não para ele”, disse o CEO Tim Cook sobre o novo produto, que, em um primeiro olhar, se parece muito com um óculos de esqui.

Conforme rumores, ele possui uma bateria separada e é controlado com olhos, mãos e voz. Sua apresentação ocorreu durante o evento de novidades da Apple WWDC.

Com a previsão de ser vendido no início do próximo ano, com preço estimado em U$$ 3.499, o Vision Pro está posicionado como um dispositivo realidade aumentada (RA), mas pode alterna para realidade virtual completa (RV). O dispositivo não possui joysticks e o usuário navega entre os aplicativos olhando para eles.

Dando suporte para as interações entre as realidades, o óculos recebe 8 câmeras, 12 sensores, 6 microfones e dois processadores: um M2, e outro novo, R1, voltado para somente para RA.

No design, o fone de ouvido leva uma frente de vidro com moldura de alumínio. O suporte e a alça do fone de ouvido são forradas com tecido, e a Apple diz que elas podem ser flexionadas para caber em uma variedade de formatos de rosto e tamanhos de cabeça.

O suporte e a alça do fone de ouvido são forradas com tecido, e a Apple diz que elas podem ser flexionadas para caber em uma variedade de formatos de rosto e tamanhos de cabeça.

A Zeiss criou inserções ópticas personalizadas que se prendem magneticamente às lentes para ajudar pessoas que usam óculos a terem conforto com o dispositivo.

O legado de Tim Cook

O Vision Pro está em desenvolvimento há pelo menos setes anos e, supostamente, passou por várias atualizações, bem como anos de atrasos.

Seu lançamento servirá para marca a assinatura do CEO Tim Cook à linha de produtos da Apple, assim como o iPhone marcou o legado de Steve Jobs.

Durante a apresentação, o Vision Pro recebeu elogios de especialistas do setor, embora entre no mercado de ''metaversos'', tecnologia que ainda patina para se garantir como viável.

Seu principal concorrente provavelmente será a linha de óculos da Meta, que obteve relativo sucesso com seu fone de ouvido Quest 2, focado em jogos, e obteve uma recepção mais mista para seu Quest Pro, de uso geral.

Também pode competir com o Holo Lens, da Microsoft, que hoje é um dispositivo AR focado para indústria.

EXAME libera vagas para curso sobre inteligência artificial aplicada aos negócios

Acompanhe tudo sobre:Apple

Mais de Tecnologia

Agora todos poderão ver o que você comenta em um story do Instagram; saiba como

Boeing Starliner tem retorno à Terra adiado pela segunda vez

Internet em qualquer lugar? Starlink, de Elon Musk, lança antena do tamanho de um laptop

Você sabe o que é telemática? Tecnologia reduziu em 40% as taxas de colisões em estradas, diz estudo

Mais na Exame