Live icon 

ELEIÇÕES 2022:  

Lula e Bolsonaro vão disputar o segundo turno Veja agora.

Conectados, econômicos e caseiros

O comportamento dos brasileiros com a crise do coronavírus mudou radicalmente, mostra pesquisa exclusiva da consultoria McKinsey
A forma como o brasileiro lida com a moda mudou: 80% dos consumidores estão menos preocupados com as tendências da moda durante a crise (Germano Lüders/Exame)
A forma como o brasileiro lida com a moda mudou: 80% dos consumidores estão menos preocupados com as tendências da moda durante a crise (Germano Lüders/Exame)
V
Victor Sena

Publicado em 18/06/2020 às 05:52.

Última atualização em 12/02/2021 às 12:27.

Consciência na hora de comprar, fortalecimento de uma cultura de “faça você mesmo” e uma vida mais dentro de casa. Esses são alguns comportamentos que cresceram no dia a dia dos brasileiros durante a pandemia do coronavírus. E eles devem durar. De olho nessas mudanças, a consultoria McKinsey aposta que os novos hábitos causados pelo isolamento social mostram uma mudança de mindset e de valores, que têm a ver com mais planejamento, consumo consciente e valorização do bem-estar. Na hora de comprar, alguns hábitos se destacam. As pessoas estão valorizando mais a segurança e a limpeza das lojas, e têm experimentado novas marcas. Além disso, consomem com foco no propósito. Tudo isso também deve levar a menos consumismo. De acordo com a pesquisa, 75% das pessoas estão repensando seus hábitos de compra e sua necessidade de novas compras.

“Ao fazer compras, o consumidor está e continuará mais preocupado com a ética e a responsabilidade”, diz Fernanda Hoefel, sócia e autora do estudo. “Algumas mudanças vieram para ficar. A desurbanização também é uma delas, e já vem acontecendo nos Estados Unidos há dez anos”, diz Tracy Francis, sócia sênior da McKinsey.