As pequenas e médias empresas brasileiras e as perspectivas para 2021

Os empreendedores estão cautelosos com a economia brasileira. Ao mesmo tempo, estão vendendo mais online, devem contratar neste ano e manter o home office mesmo com a vacina

O ano de 2020 foi difícil para boa parte das pequenas e médias empresas brasileiras. Como vender em meio ao abre e fecha do comércio? De onde tirar dinheiro para o capital de giro com a escassez de crédito? 

Ao que tudo indica, a sensação agora é de que o pior já passou. Numa pesquisa da consultoria Deloitte com 365 líderes de empresas brasileiras com faturamento anual de até 100 milhões de reais, quatro em dez entrevistados esperam que a economia do Brasil recupere o terreno perdido com a pandemia até o fim de 2021. Outros 17% veem um PIB acima dos níveis pré-pandemia já em dezembro deste ano.

A soma desses grupos supera o dos pessimistas: para 38% o PIB do país estará abaixo do patamar de março do ano passado, e outros 4% dizem que estará inferior ao de dezembro de 2020. “As respostas apontam para um cenário de recuperação das atividades em 2021”, diz Ronaldo Fragoso, sócio da Deloitte dedicado à pesquisa.

Por trás do otimismo está a capacidade de adaptação aos novos tempos. Pouco mais de um terço dos entrevistados passou a fazer negócios pela internet durante a quarentena. Destes, 52% investiram em tecnologias para vendas online mais do que haviam previsto no orçamento do ano passado.

Por causa dessa transformação digital, boa parte dos entrevistados está disposta a contratar: quase metade deve abrir vagas em 2021. Só 9% devem cortar postos de trabalho nos próximos 12 meses. Mesmo com o fim da pandemia, o trabalho remoto deve seguir nas empresas: 35% dos entrevistados devem manter o quadro atual em home office e 18% devem mandar mais gente para casa.  

 (Arte/Exame)

 

 

 

 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

 

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.