Pop

Missão Forrest Gump: corredor britânico cruza a África após percorrer 16 mil km em 352 dias

No decorrer de sua jornada, o atleta de 27 anos desviou de zonas de conflito e travessou selvas e desertos

Cook celebra na Tunísia fim da jornada de quase um ano (Redes Sociais/Russ Cook/Reprodução)

Cook celebra na Tunísia fim da jornada de quase um ano (Redes Sociais/Russ Cook/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 10 de abril de 2024 às 09h02.

Última atualização em 10 de abril de 2024 às 09h09.

O corredor britânico Russ Cook cumpriu sua "missão de Forrest Gump": correu bastante. No último domingo, depois de quase um ano, ele finalmente cruzou o continente africano a pé.

Foi uma missão digna de registro histórico. Segundo a Associated Press, Cook percorreu 16 mil km em 352 dias, passando por 16 países. "Estou um pouco cansado", brincou Cook ao chegar no norte da Tunísia e final de sua viagem.

No decorrer de sua jornada, o atleta de resistência de 27 anos travessou selvas e desertos, desviou de zonas de conflito e foi atrasado por roubo, lesões e problemas de visto.

Cook - conhecido nas mídias sociais pelo apelido de Hardest Geezer - partiu em 22 de abril de 2023 do Cabo Agulhas, na África do Sul, o ponto mais ao sul do continente. Ele esperava completar a jornada em 240 dias, correndo o equivalente a mais de uma maratona por dia.

Cook, que já falou sobre como a corrida o ajudou a lidar com seus próprios problemas de saúde mental, já correu cerca de 3 mil km de Istambul a Worthing (sua cidade-natal) em 68 dias.

Sua corrida na África arrecadou mais de 690.000 libras (US$ 870.000) para a Running Charity, que trabalha com jovens sem-teto, e para a Sandblast, uma instituição de caridade que ajuda pessoas deslocadas do Saara Ocidental.

Acompanhe tudo sobre:CorridaÁfrica

Mais de Pop

O ingrediente secreto da "ilha da longevidade" na Grécia

Casas de bilionários vão parar no mar após aumento de erosão em ilha americana

Após ingressos esgotarem, Eric Clapton fará show extra 'intimista' em SP; veja preços

Investidor quer repetir viagem ao Titanic para mostrar que é "segura"

Mais na Exame