Live icon 

Acompanhe ao vivo:  

Apuração das eleições 2022 em tempo real! Veja agora.

Jardineiro é resgatado após passar cinco dias isolado em ilha a 1,2 km do Rio

O homem conta que sobreviveu comendo limões, um pedaço de carvão e bebendo uma mistura de água potável com água do mar
O homem só foi resgatado no sábado, depois que um banhista com uma moto aquática o avistou e chamou o Corpo de Bombeiros (TV Globo/Reprodução)
O homem só foi resgatado no sábado, depois que um banhista com uma moto aquática o avistou e chamou o Corpo de Bombeiros (TV Globo/Reprodução)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 15/08/2022 às 15:23.

Um homem que ficou isolado em uma ilha no litoral carioca por cinco dias contou que sobreviveu comendo limões, um pedaço de carvão e bebendo uma mistura de água potável com água do mar. Desaparecido desde segunda-feira, 8, o jardineiro Nelson Nedy Ribeiro, de 50 anos, foi resgatado pelos bombeiros no sábado, 13 após ser avistado por um banhista.

O caso aconteceu em Grumari, na zona oeste da capital fluminense. O "náufrago carioca" foi arrastado por uma corrente marinha e foi parar na Ilha de Palmas, localizada a cerca de 1,3 km de distância.

Em entrevista à TV Globo, ele contou que perambulou pela ilha tentando encontrar um ponto em que pudesse ser avistado — sem sucesso. Por sorte, achou uma barraca usada por pescadores com um cobertor e um colchonete. Foi lá que ele se abrigou durante todo o período. O maior desafio, afirmou Nelson Nedy, foi vencer a fome e a sede.

"(Fiquei com) muito frio, sem água... Caiu uma chuvinha, eu colocava a mão nas gotinhas de chuva e apanhava, pra molhar a boca. Eu estava com muita sede", narrou. Foi quando ele encontrou duas garrafas d'água — apenas uma era limpa — e decidiu misturar com alguma que recolheu do mar de modo a ter o que beber por mais tempo.

Ribeiro contou ainda que se alimentou com dois limões cortados que encontrou na barraca e, no desespero, com um pedaço de carvão.

O homem só foi resgatado no sábado, depois que um banhista com uma moto aquática o avistou e chamou o Corpo de Bombeiros. Ribeiro foi levado ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. Apesar de apresentar alguns arranhões, ele passa bem e já foi liberado.

LEIA TAMBÉM:

Tradicional Festa da Achiropita volta a ser realizada em São Paulo

Você emprestaria seu rosto a um robô? Empresa paga 100 mil dólares para quem topar