• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

Multinacional italiana compra startup brasileira para liderar setor de RH

Empresa anunciou a aquisição de 51% da Elofy, startup de gestão e engajamento de funcionários
Daniel Kafruni, Lucas Kafruni e Eduardo Kafruni, sócios da Elofy: hrtech brasileira teve metade das operações compradas por multinacional italiana (Divulgação/Elfoy)
Daniel Kafruni, Lucas Kafruni e Eduardo Kafruni, sócios da Elofy: hrtech brasileira teve metade das operações compradas por multinacional italiana (Divulgação/Elfoy)
Por Maria Clara DiasPublicado em 11/06/2021 16:49 | Última atualização em 11/06/2021 17:14Tempo de Leitura: 4 min de leitura

A Zucchetti, grupo italiano de tecnologia e software de gestão empresarial, anunciou nesta sexta-feira, 11, a aquisição de 51% da startup brasileira de gestão de pessoas Elofy. O valor da transação foi de 5,6 milhões de reais, e a participação pode chegar a 100% nos próximos três anos.

Inovação abre um mundo de oportunidades para empresas dos mais variados setores. Veja como, no curso Inovação na Prática

Atualmente, a Zucchetti é uma das empresas mais importantes do setor de TI na Itália, e além do Brasil, também tem filiais na Alemanha, Estados Unidos, Espanha, França e Suíça. Por aqui, o grupo tem cerca de 40.000 clientes - empresas de segmentos como varejo, indústrias, lojas virtuais e hotéis - parcela relativamente pequena das mais de 600.000 companhias atendidas mundialmente.

Já a Elofy, fundada em 2017, trabalha com tecnologia para o desenvolvimento e engajamento de funcionários A plataforma da startup oferece serviços como gestão de objetivos e metas, avaliação de desempenho, sucessão, plano de desenvolvimento individual, feedbacks contínuos, mural de elogios, entre outros. Em 2020, a Elofy triplicou sua base de clientes e aumentou em 50% o faturamento em comparação ao ano anterior - a empresa não revela números. Na lista de 70.000 clientes estão as empresas Sicredi, Dasa e EDP Brasil.

Para a Zucchetti, a compra da Elofy faz parte da estratégia de investimento e expansão da multinacional no setor de recursos humanos no Brasil. O cenário mostra um mercado em expansão e com muitas oportunidades, especialmente com a pandemia. A migração de empresas para o ambiente online abriu as portas para que startups, assim como a Elofy, desenvolvessem soluções que unam tecnologia ao monitoramento contínuo de funcionários.

Antes da Elofy, a Zucchetti adquiriu a hrtech americana Beaconforce, startup do Vale do Silício que usa inteligência artificial para garantir o bem-estar dos funcionários.

“Apesar de ser uma startup com apenas quatro anos de mercado, a Elofy mostra uma grande e surpreendente maturidade na capacidade de atender grandes clientes. Tal característica é extremamente relevante para a Zucchetti, visto que, atualmente, somos líderes em soluções de RH na Itália e estamos em franca expansão em outros países europeus — dinâmica que com certeza irá beneficiar a Elofy no futuro”, diz Alessio Mainardi, CEO da Zucchetti Brasil.

Com a compra, a Elofy quer ser reconhecida como o principal software de gestão de desempenho e engajamento do Brasil. “Queremos crescer em ritmo acelerado e ingressar no mercado internacional a partir das conexões com a Zucchetti”, conta Daniel Kafruni, CEO e fundador da startup.

 

Aquisições em alta

A compra da Elofy é, na verdade, a segunda aquisição da Zucchetti no Brasil nos últimos 12 meses. Em setembro de 2020, a empresa comprou a catarinense Compufour, desenvolvedora de sistemas de gestão para micro e pequenas empresas, por 100 milhões de reais.

O objetivo é integrar empresas que possam trazer novas soluções e agregar serviços ao portfólio da Zucchetti. Em 40 de existência, já foram 100 aquisições concluídas. “Pretendemos seguir com o nosso plano de expansão e tornar o Brasil um hub de referência para o grupo Zucchetti”, diz o CEO.

O grupo Zucchetti registrou em 2020 um faturamento superior a 1 bilhão de euros, algo em torno de 6,8 bilhões de reais.

Saiba o que acontece nos bastidores das principais startups do país. Assine a EXAME

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.