Privacy Tools recebe aporte de R$ 2 milhões de Bossanova e Domo

Plataforma de privacidade e proteção de dados prevê mais de 400% de crescimento ainda neste ano
 (Privacy Tools/Divulgação)
(Privacy Tools/Divulgação)
Por Gabriel AguiarPublicado em 10/02/2022 08:00 | Última atualização em 10/02/2022 16:23Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Privacy Tools, plataforma de privacidade e proteção de dados, recebeu investimento de 2 milhões de reais da Bossanova, micro venture capital especializada em aportes pré-seed para startups, além da gestora Domo Invest. Esse valor servirá para estruturação da equipe de marketing, ampliação do time de desenvolvimento de software próprio, serviço gerenciados e treinamentos.

Inscreva a sua startup no programa de potencialização do boostLAB, o hub de negócios para empresas tech do BTG Pactual

“Estamos muito animados com o novo round e prevemos um crescimento exponencial nos próximos três anos. Um dos nossos maiores desafios é garantir atualização legislativa e tecnológica para entregarmos produtos mais adequados”, diz Aline Deparis, CEO. Com meta de chegar à liderança do setor, a empresa cresceu 661% em 2021 comparado ao ano anterior; em 2022, deve quadruplicar de tamanho.

Histórico de sucesso

Essa não é a primeira experiência da empreendedora: dez anos antes da Privacy Tools, em 2009, fundou a Maven Inventing Solutions, uma startup para melhorar a experiência de leituras de jornais e revistas na internet. Também criou a TRUBR, uma startup baseada na tecnologia blockchain para identificação de pessoas. E, aos 37 anos, foi indicada à premiação Women in Tech 2021, realizado pela ONG homônima.

Planos e melhorias

Neste ano, a Privacy Tools criará uma área de treinamentos, com ensino à distância e certificações oficiais, além de apostar em novas tecnologias e em serviços com soluções mais eficientes para cada público-alvo. “Estamos em ano eleitoral e soluções da startup são essenciais para que todos atuem de modo idôneo e seguro”, diz Franco Pontillo, gestor do Fundo Anjo e sócio na DOMO.

Por sua vez, a expectativa é otimista em relação ao desempenho da plataforma, de acordo com João Kepler, CEO da Bossanova. “Depois de superarem por todas as etapas de análises e crivos que temos dentro da nossa companhia, confirmamos o potencial de mercado da Privacy Tools”, diz o executivo, que recebeu a proposta da startup devido à proximidade com esse tipo de negócio.

Assine a EMPREENDA, a nova newsletter semanal da EXAME para quem faz acontecer nas empresas brasileiras!

Veja Também

Os melhores e os piores investimentos de junho
Onde Investir
Há 4 dias • 3 min de leitura

Os melhores e os piores investimentos de junho