A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

MVP: como esse conceito pode definir o sucesso do seu negócio

Mínimo Produto Viável, etapa essencial ao começar um novo negócio, pode ajudar a reduzir custos e identificar se existe demanda de mercado para o produto

Em uma entrevista de emprego, ao se deparar com a pergunta “qual é o seu principal defeito”, é comum que as pessoas usem o “perfeccionismo” como resposta. A ideia de fazer tudo com perfeição é encarada como uma "falha positiva" por candidatos em processos seletivos, mas nem sempre é bem vista pelos recrutadores. Porém, não são só os gestores de RH que não veem o perfeccionismo com bons olhos. No empreendedorismo, lançar um produto perfeito é praticamente um erro. 

Essa ideia é representada pelo conceito do MVP (Mínimo Produto Viável, na sigla em inglês), que, de forma simples, significa construir a versão mais simples e enxuta de um produto, empregando o mínimo possível de recursos para entregar a principal proposta de valor da ideia. 

O MVP surgiu do mercado de inovação e startups, principalmente voltado para tecnologia, mas seu uso se expandiu e hoje é uma das etapas importantes para lançar um novo produto ou negócio. Basicamente, o MVP é uma versão enxuta, mais simples possível, de uma solução, serviço ou produto, que contém apenas as funcionalidades mais básicas. 

O conceito é o tema de um dos módulos do curso Do Zero ao Negócio, produzido pela Exame Academy em parceria com a empresária e jurada do Shark Tank Brasil, Carol Paiffer. Além de MVP, o conteúdo aborda todos os pontos essenciais para tirar uma ideia do papel e transformá-la em um negócio lucrativo. O curso conta com aulas gravadas para assistir quando e onde quiser, e também há encontros ao vivo com Paiffer. 

Participe do curso Do Zero ao Negócio e aprenda a tirar sua ideia do papel

Para que serve o MVP? 

Os dois principais objetivos do Mínimo Produto Viável são: 

1- Testar o quanto aquela ideia, produto ou serviço é viável 

Colocando uma versão simples de um produto em circulação no mercado, o empreendedor pode avaliar se há demanda pelo seu negócio e se é viável colocá-lo em prática. Além disso, o MVP também tem como função acelerar o processo de lançamento de negócio. O objetivo é pular algumas etapas e ter condições suficientes de avaliar se vale a pena ou não dar andamento ao negócio. 

2 - Reduzir a perda de capital em casos de falha

Lançar uma versão enxuta é mais barato do que um produto completo, então ao testar a ideia com um MVP, é possível minimizar a perda de dinheiro caso o negócio não dê certo. Também é uma boa forma de conseguir feedbacks dos clientes e entender quais melhorias podem ser feitas e por qual caminho seguir no negócio. 

Aprenda a fazer o MVP do seu produto e transformá-lo em um negócio lucrativo. Inscreva-se em aulas com Carol Paiffer, do Shark Tank

Vantagens de lançar um MVP

As principais vantagens de lançar um MVP são:

  • O produto pode ser lançado para o mercado em um menor tempo;
  • É possível testar a demanda sobre o produto, antes de lançar a versão totalmente completa;
  • Os custos de implementação são mais baratos;
  • Minimiza a perda de capital em casos de falha;
  • O teste serve para tirar conclusões sobre o que vem funcionando bem e o que pode ser melhorado;
  • Acompanhar mais de perto os clientes e analisar seus comportamentos e preferências em relação ao produto.

 Diferença entre MVP e protótipo

É comum que empreendedores iniciantes confundam MVP com protótipo. Os conceitos são parecidos, mas não idênticos. Entenda, a seguir, as principais diferenças entre eles:

  • Enquanto o MVP é uma etapa em que o foco é achar um modelo de negócio viável, os protótipos já são comercializados pelo negócio;
  • Os protótipos são criados para testar a viabilidade técnica de um produto, enquanto o MVP analisa a viabilidade do negócio;
  • Os feedbacks dos usuários que utilizam o MVP é focado no negócio, já para os protótipos são focados na melhoria técnica do produto;
  • O MVP é um produto ou serviço com poucas características e que mesmo assim os clientes podem utilizar, mas essa regra nem sempre se aplica aos protótipos. 

MVP em grandes empresas

Falar sobre o conceito, seus objetivos e vantagens pode dificultar o entendimento sobre como funciona um MVP na prática. Por isso, confira algumas empresas de sucesso que começaram lançando MVPs em seus negócios: 

Amazon 

Atualmente, a Amazon é a gigante do varejo mundial, mas é claro que a empresa de Jeff Bezos não começou assim. Na verdade, no início, o negócio era apenas um site de venda de livros por preços acessíveis. Além de o próprio modelo de negócio já ser um MVP para o e-commerce gigantesco em que a Amazon se tornou, o design do site também foi lançado como um Mínimo Produto Viável, com um formato simples que apresentava algumas informações dos livros e um campo para o cliente finalizar a comprar. Hoje, a Amazon reúne um portfólio de milhares de produtos, vendendo para o mundo todo em um site com foco na experiência do usuário. 

Airbnb

O primeiro produto da maior empresa de aluguel de imóveis do mundo foi o aluguel de um sofá em um apartamento em São Francisco. Com este MVP, os fundadores da startup puderam testar e avaliar se havia demanda por aluguel de casas, quartos e apartamentos. Logo que disponibilizaram o seu apartamento para hóspedes, Brian Chesky e Joe Gebbia receberam interessados e, em pouco tempo, perceberam que a ideia de negócio tinha demanda. 

Participe de aula com jurada do Shark Tank Brasil e faça o seu negócio dar certo 

Tirando o seu negócio do papel

Com o objetivo de ajudar as pessoas a tirarem os seus sonhos do papel ou a manter atualizado quem já empreende, Carol Paiffer, CEO da Atom S/A e jurada do Shark Tank Brasil, decidiu usar sua experiência de 16 anos como empreendedora para ensinar os brasileiros a ter o próprio negócio. 

Após quase duas décadas acumulando experiência e conhecimento, Paiffer está lançando o seu primeiro curso de empreendedorismo, “Do Zero ao Negócio”, em parceria com a Exame Academy. Se você está em dúvidas se esse curso pode realmente te ajudar saiba que ele é indicado para quem:

  • Tem uma ótima ideia de negócio, mas não sabe por onde começar a colocá-la em prática;
  • Já tem um negócio, mas sente que ainda tem dúvidas sobre como transformá-lo em um empreendimento de sucesso;
  • Sonha em começar um negócio — seja ele qual for — mas sente medo;
  • Já teve um negócio que, por algum motivo, não foi para frente.

Se você se encaixa em algum desses casos, vem comigo, é só acessar aqui e conhecer mais sobre o curso Do Zero ao Negócio.

Te espero lá!

Participe da imersão exclusiva e receba conteúdos sobre empreendedorismo

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também