PME
Acompanhe:

Iron Maiden é empresa musical que mais cresce, diz relatório

Segundo a Bolsa de Valores de Londres, a holding que administra a banda é uma das principais empresas do ramo da música no Reino Unido

Banda Iron Maiden durante show na Califórnia, nos Estados Unidos (Karl Walter/Getty Images)

Banda Iron Maiden durante show na Califórnia, nos Estados Unidos (Karl Walter/Getty Images)

P
Priscila Zuini

11 de outubro de 2019, 17h01

São Paulo - A banda de heavy metal Iron Maiden foi tida como a "empresa" musical que mais cresce no Reino Unido, segundo um relatório da Bolsa de Valores de Londres. Para o jornal inglês The Guardian, a banda pode ser um exemplo para animar o país a sair da recessão.

Através de um cruzamento de dados, a Bolsa chegou à relação. Além da Iron Maiden LLP, holding que administra os negócios da banda, as empresas Shazam, um app de música, o grupo Kobalt e a produtora Audio Network também apareceram na lista.

Os ativos da holding são estimados em quase 25 milhões de reais e o patrimônio líquido de mais de 40 milhões de reais. Segundo o levantamento, o sucesso financeiro da banda está ligado à grande base de fãs.

Os fãs online têm papel importante nestes resultados. De acordo com a reportagem, a banda tem uma boa conversão de arquivos pagos entre os disponibilizados online, conseguindo um alcance global.