Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Banco de PME: fintech Cora capta R$ 600 mi em aporte com Tiger e Tencent

Empresa com menos de 1 ano de existência já captou mais de R$ 800 milhões, e novo aporte vem apenas quatro meses após série A de R$ 150 milhões

A fintech Cora anunciou nesta terça-feira, 24, que acaba de receber um aporte de 116 milhões de dólares (600 milhões de reais) em uma rodada série B de captação. O investimento foi liderado  pelo fundo americano Greenoaks Capital (Deliveroo, Robinhod), que decidiu antecipar a rodada, antes prevista para 2022. Essa é a primeira vez que os fundos Tiger Global e Tencent (da gigante chinesa de games) participam como investidores ativos. Além deles, também entraram o Ribbit Capital, Kaszek Ventures e QED Investors, que já haviam injetado capital na companhia em sua série A.

A nova rodada vem apenas quatro meses após a última captação da empresa, de 150 milhões de reais. Antes disso, no final de 2019, a Cora já havia recebido um investimento semente de 10 milhões de dólares liderado pelos fundos Kaszek e Ribbit. Ao todo, a empresa já soma 152,7 milhões de dólares em investimentos, quase 800 milhões de reais.

“Não esperávamos um novo aporte tão cedo. Mas a empresa tem um potencial imenso, que foi logo identificado por esses investidores e os números falam por si só”, diz Igor Senra, fundador da Cora.

A premissa básica da Cora, fundada pelos empreendedores Igor Senra e Léo Mendes, é ser o banco digital das PMEs. Para isso, conta com ferramentas para pagamentos e recebimento de produtos e serviços, como PIX e boletos, além de recursos que automatizam a gestão financeira de pequenos negócios. Fundada em outubro de 2020, a Cora já contabiliza 130.000 clientes, entre pequenos e médios negócios e microempreendedores.

Segundo Senra, os donos dos pequenos e médios negócios estão à margem do mercado financeiro, e é preciso a criação de produtos dedicados ao gerenciamento e dores específicas a essas empresas. “Se os ajudarmos, como queremos fazer, os empreendedores serão capazes de fazer a diferença no país”, diz.

O carro-chefe da empresa hoje é a contas digital para PMEs, mas com o novo aporte, a intenção é lançar a fintech no mercado de crédito corporativo, segundo o CEO.

Em um primeiro momento, a Cora deve passar a oferecer cartão de crédito, e pretende ampliar o leque de produtos de crédito para antecipação de recebíveis e capital de giro. Mais no futuro, um novo recurso na Cora também pode permitir a remuneração de donos de PMEs a partir do saldo das contas digitais. As apostas, juntas, devem levar a empresa a alcançar uma base de 380.000 clientes até o final do ano, mais do que o triplo de atualmente.

Para acelerar o desenvolvimento e lançamento desses produtos, a fintech quer também usar parte do capital para novas contratações, especialmente nas áreas de tecnologia e operações. Dos 170 funcionários de hoje, a empresa pretende chegar a 500 no final do ano que vem.

A longo prazo, a inteção é se tornar a primeira opção quando o assunto é gestão financeira de pequenas e  médias empresas. “Essa briga ainda está aberta nos pequenos negócios. A intenção é mostrar que a Cora é a solução dominante para elas”, diz Senra. “Seremos a opção óbvia quando falamos em banco digitais para pequenos negócios”. 

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também