Chubb e chilena Betterfly apostam em expansão na América Latina

A parceria terá como foco atender 100 milhões de pessoas até 2025 e permitir que a Betterfly cresça a partir de suas ofertas atuais no Chile e no Brasil
A América Latina tinha uma lacuna em proteção contra mortalidade estimada de US$ 14 trilhões em 2019 (halduns/Getty Images)
A América Latina tinha uma lacuna em proteção contra mortalidade estimada de US$ 14 trilhões em 2019 (halduns/Getty Images)
Por BloombergPublicado em 02/12/2021 12:19 | Última atualização em 02/12/2021 12:19Tempo de Leitura: 3 min de leitura

A Chubb formou uma parceria com a startup de tecnologia de seguros Betterfly para ofertas no México, Colômbia, Equador, Chile e Argentina de olho em mercados latino-americanos com espaço para crescer.

A parceria terá como foco atender 100 milhões de pessoas até 2025 e permitir que a Betterfly cresça a partir de suas ofertas atuais no Chile e no Brasil, disseram as empresas em comunicado por e-mail. A Chubb, gigante de seguros de Zurique, disponibilizará a plataforma de associação e benefícios da Betterfly para clientes de varejo por meio de seus canais de distribuição existentes, e a Betterfly oferecerá produtos da Chubb.

A América Latina tinha uma lacuna em proteção contra mortalidade estimada de US$ 14 trilhões em 2019, de acordo com relatório da Swiss Re. A diferença representa a falta de fundos necessários para despesas de subsistência e dívidas no caso de uma família perder o principal provedor. O fundador da Betterfly, Eduardo della Maggiora, disse que sua própria experiência, com problemas financeiros depois da morte do pai quando tinha 16 anos, o inspirou a abrir a empresa.

“Cerca de 85% das crianças latino-americanas com menos de 18 anos que perdem o pai ou a mãe não têm nenhum tipo de seguro financeiro, e isso gera problemas econômicos na família”, disse Della Maggiora em entrevista. “É uma estatística alarmante. Queremos democratizar o acesso ao seguro.”

A chilena Betterfly, que captou US$ 300 milhões em uma recente rodada de financiamento da Série B, oferece uma plataforma de benefícios digitais para que empresas recompensem hábitos saudáveis dos funcionários - como caminhadas ou meditação - com um seguro de vida que cresce sem custo e com a opção de doar para diferentes causas. Entre os benefícios oferecidos estão telemedicina, saúde mental, programas de exercícios, orientação nutricional e educação financeira.

“Os seguros de vida são tradicionalmente focados na morte”, disse Della Maggiora, que também é o CEO da empresa. “Achamos que as pessoas deveriam ser capazes de criar seu próprio seguro diariamente por meio de seus hábitos, independentemente da renda.”

Marcos Gunn, presidente da Chubb para América Latina, disse que a parceria vai começar com seguro de vida antes de se expandir para outros produtos, como cobertura domiciliar e hospitalização.

As duas empresas continuarão prestando serviços independentemente da parceria. A Chubb já atende empresas, operação que não fará parte do acordo. A Betterfly também vai buscar desenvolver produtos que permitam aos usuários ganhar pontos com atividades de bem-estar e usá-los para doar a instituições de caridade de sua escolha.

Os executivos não quiseram revelar o investimento que virá com o anúncio, ou o possível prazo da aliança, mas descreveram a parceria como um projeto de “longo prazo”.