A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Apps de delivery diminuem taxas para ajudar restaurantes na pandemia

Para ajudar os restaurantes durante a pandemia, aplicativos como Rappi e iFood dão descontos e créditos aos pequenos negócios

Desde março do ano passado, as micro e pequenas empresas brasileiras estão precisando se reinventar para manter suas operações abertas. No ponto mais crítico da crise, entre abril e maio do ano passado, 89% delas estavam com o faturamento em queda. De lá para cá, elas se ajustaram e passaram a usar redes sociais, aplicativos de delivery e e-commerce para chegar até o consumidor e recuperar parte das vendas.

No setor de bares e restaurantes, não foi diferente. Pesquisa do Instituto Locomotiva encomendada pela VR Benefícios mostra que 81% dos restaurantes passaram a fazer entregas durante a pandemia e pretendem manter a modalidade ativa mesmo após o fim dela. Antes, só 49% desses estabelecimentos faziam delivery.

“Os aplicativos de delivery, como iFood, Rappi, Uber Eats, foram a alternativa que o empreendedor encontrou para chegar aos clientes que ele não tinha estabelecido relacionamento nos canais digitais”, diz Ivan Tonet, coordenador de iniciativas digitais do Sebrae.

Agora, com as autoridades aumentando as medidas de restrição devido ao pico de mortes e novos casos de covid-19 no país, os restaurantes dependem ainda mais do delivery para sobreviver. Tonet recomenda que os empreendedores se organizem para prestar um bom serviço de entregas, respeitando os prazos, para poder competir pela atenção do cliente no cenário digital.

Diante desse cenário, os principais aplicativos de delivery de refeições estão adotando medidas para apoiar os pequenos restaurantes. Veja abaixo um compilado feito pela EXAME com as principais medidas adotadas por eles:

iFood

O aplicativo líder de mercado, com cerca de 80% de participação estimada, o iFood adotou desde o começo de março medidas para ajudar os restaurantes nessa nova fase da pandemia. Os restaurantes que usam a plataforma que usam a logística do iFood estão com taxas reduzidas de 23% para 18%. Aqueles que usam entregas próprias tiveram uma redução de 12% para 11%. 

A empresa também irá antecipar os recebíveis de todos os estabelecimentos ativos há mais de um mês na plataforma até o dia 30 de julho. Com isso, eles poderão receber até 7 dias depois da venda o valor dos pedidos. Além disso, pelo Banco de Restaurantes do iFood, a companhia liberou mais de 125 milhões de reais em créditos e espera chegar a 500 milhões de reais ao longo do ano. 

Rappi

A Rappi, a pedido da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e da Associação Nacional de Restaurantes (ANR), anunciou nesta semana que vai diminuir o valor das taxas cobradas dos restaurantes associados às duas entidades.

A partir do dia 5 de abril, todos os restaurantes que fizeram cadastro até o dia 28 de março no aplicativo terão comissão de 5% nos pedidos feitos com entrega própria e de 18% para os com entrega feita pelo Rappi. A promoção para o marketplace é valida até o final do ano, enquanto a de delivery Rappi vale até 4 de julho.

A empresa também antecipa os recebíveis para até sete dias depois da venda e trabalha com empréstimos. Nos últimos três meses, 86 milhões de reais foram emprestados e a projeção é chegar até o final do ano com mais 100 milhões adicionais em crédito aos restaurantes.

Uber Eats

Em fevereiro, o Uber Eats anunciou um novo programa para apoiar os restaurantes. A empresa repassa diariamente o valor referentes aos pedidos para todos o pequenos e médios negócios. Além disso, liberou uma opção de "caixinha virtual" para os usuários poderem fazer doações aos empreendedores.

Na semana passada, a empresa também liberou uma função para que os restaurantes possam colocar anúncios pagos no app para ganhar mais visibilidade. A empresa também está dando aos estabelecimentos brasileiros mais dados sobre seus clientes e pedidos.

99 Food

No aplicativo de delivery da 99, o repasse das vendas aos restaurantes tem sido feito semanalmente. A empresa também oferece de graça aos estabelecimentos parceiros lacres de segurança para transporte e cursos de gestão feitos em parceria com o Sebrae.

Apptite

O aplicativo que conecta chefs renomados a clientes está oferecendo cupons de desconto de 50% para atrair mais consumidores neste momento complicado da pandemia. Aos empreendedores, a empresa paga 100% o valor da compra, como forma de apoio. Para novos parceiros, a companhia está dando frete grátis.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também