Negócios
Acompanhe:

Temer anula decreto que autorizava operação do Lloyds Bank

Michel Temer anulou decreto que autorizava o funcionamento do Lloyds Bank no Brasil


	Lloyds: banco tinha autorização de funcionamento no Brasil desde 1985
 (Mattew Lloyd/Bloomberg)

Lloyds: banco tinha autorização de funcionamento no Brasil desde 1985 (Mattew Lloyd/Bloomberg)

L
Luci Ribeiro

30 de agosto de 2016, 10h38

Brasília - O governo interino de Michel Temer cancelou a autorização dada ao Lloyds Bank Plc para funcionar no Brasil. A instituição financeira tem sede em Londres (Inglaterra) e havia recebido o aval do País em dezembro de 1985 por meio de decreto.

O ato que revogou a autorização está publicado nesta terça-feira, 30, no Diário Oficial da União (DOU).

'Carne Alta'

No mesmo DOU, a Secretaria da Receita Federal publicou instrução normativa sobre a aplicação do regime aduaneiro especial de exportação temporária de bens ao amparo do 'Carnê Ata'.

Segundo o texto, poderão ser submetidos ao regime os bens abrangidos pela Convenção de Istambul. O regime, no entanto, não se aplica a bens exportados ao amparo de contrato estimatório.