Super-heróis tentam, mas não garantem lucro maior da Hasbro

Faturamento dos produtos para meninos cresceu 32% no segundo trimestre; lucro caiu quase 9% no mesmo período

São Paulo – O faturamento do segmento de meninos da Hasbro, que incluem os brinquedos da Marvel , cresceu 32% no segundo trimestre na comparação com o mesmo período de 2013, totalizando 335,8 milhões de dólares.

O bom resultado, no entanto, não foi suficiente para garantir a alta nos ganhos da companhia, que viu seu lucro cair 8,9% no período, somando 33,5 milhões de dólares.

Já as vendas totais da companhia atingiram 829,3 milhões de dólares, alta de 8% em relação ao segundo trimestre do ano passado.

“O resultado do período reflete nosso contínuo processo de focar os investimentos em oportunidades estratégicas e de longo prazo”, disse Brian Goldner, presidente da Hasbro, em comunicado.

Entre as divisões de negócios da companhia, o segmento de brinquedos para meninos foi o que apresentou melhor resultado. Na categoria meninas, as vendas cresceram 10% no período em relação ao ano anterior, somando 163,8 milhões de dólares.

O segmento jogos apresentou queda de 12% nas vendas, totalizando 225,7 milhões de dólares.  Já a receita da linha pré-escolar caiu 4%, somando 103,9 milhões de dólares. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.