Negócios

O que a Inteligência Artificial pode oferecer para o Franchising?

Artigo da Tatiana Moreira, sócia da Práxis Business, destaca as principais utilidades da IA nas franquias brasileiras

IA e franquias: como a tecnologia pode ajudar os negócios brasileiros? (claudenakagawa/Getty Images)

IA e franquias: como a tecnologia pode ajudar os negócios brasileiros? (claudenakagawa/Getty Images)

Tatiana Moreira
Tatiana Moreira

Tatiana Moreira é sócia da Práxis Business

Publicado em 22 de maio de 2023 às 15h02.

Última atualização em 22 de maio de 2023 às 15h03.

O que estamos presenciando nestes últimos anos é a força da evolução tecnológica impulsionando a experiência do usuário, tanto no universo digital quanto no físico. No início de maio estive no Web Summit Rio, o maior evento de inovação e tecnologia do mundo.

Durante os três dias, fiquei imersa em palestras dirigidas por grandes nomes internacionais e nacionais (Cássia Kozyrkove, Meredith Whittaker, Luiza Helena Trajano, Neil Pattel, Ben Goertzel etc.) me conectei com o que havia de mais inovador para o mercado. Muitas ideias, inovações, insights foram discutidos ali. Mas claro, com meu olhar sempre aguçado para o Franchising, fiquei intrigada com o tanto de oportunidades que temos para avançar no que se trata de Conhecimento & Design em nosso mercado.

Em especial, preciso ressaltar sobre o ‘Boom’ das Inteligências Artificiais em nosso mercado, seja na execução ou nas estratégias, a automatização garantiu o seu espaço como nunca antes visto. Daniela Braga, Founder & CEO do Defined.ai, apontou que nunca houve tanto investimento em IA, como acontece agora. Apenas nos EUA, foram US$ 93,5 bilhões investidos em tecnologia no ano passado - o dobro do investimento do ano anterior.

O ‘Boom’ das inteligência artificial

Segundo Cassie Kozyrkov, Chief Decision Scientist, Google, “A Revolução da Inteligência Artificial é, na verdade, uma revolução de design, que tem a ver com experiência do usuário”. E olhando diretamente para a nossa realidade, no Franchising, há muitas maneiras de aplicarmos de forma efetiva e saudável. Veja bem:

  • Processo de Expansão: chatbots em sites de vendas de franquias e mensagens de texto automatizadas para clientes em potencial no funil de vendas;
  • Apoio na criação de procedimentos operacionais padrão;
  • Suporte aos franqueados, por meio de chatbots;
  • Capacitação: personalização de trilhas de aprendizagem;
  • Marketing: análise de comportamento do consumidor, identificando padrões e tendências.

E depois de tantos insights gerados no Web Summit, há uma lista de funcionalidades importantes que podem ser executadas por Inteligências Artificiais, no objetivo de maximizar e otimizar o trabalho de toda a rede. O grande segredo aqui é não ter medo da evolução! Funções podem ser substituídas, mas também podem ser criadas novas oportunidades, onde são necessárias agilidade e adaptação.

Afinal, vivemos em uma era que não conseguimos dar todo o atendimento necessário aos clientes. Inclusive, há muita repetição nesses processos. E neste cenário, a IA atua nos trabalhos repetitivos e coloca essas pessoas em funções melhores.

Sarah AI-Hussaini, Co-founder & COO da Ultimate, explica que a Inteligência Artificial vai mudar o escopo dos trabalhos. Em 2022, a taxa média de automação era de 45%; nos próximos meses, a tendência é subir para 60%.

Implementando a Inteligência Artificial no seu negócio

As coisas acontecem no momento certo e na hora certa, sim? Mas antes disso, elas precisam ser apresentadas para que todos possam se familiarizar com as novidades. É preciso todo um trabalho inicial para colocar o sistema em funcionamento.

Depois, identifique onde você já está usando a IA nas diversas áreas do seu negócio, seja na comunicação interna quanto com o consumidor, e onde ainda pode ser implantada. Experimente pesquisar as áreas em que a Inteligência Artificial melhoraria o desempenho na sua rede.

E quando for dar o primeiro passo para trazer a evolução para sua empresa, estabeleça parcerias com fornecedores de tecnologia. Além disso, encare a IA como uma assistente de negócios, onde quanto mais dados você fornecer à plataforma, melhores serão os seus resultados.

E na prática, como fica?

Exemplos práticos são o que nos cativa, eu sei. Ainda mais quando o assunto é algo tão inovador, que demanda investimento e ainda uma alta confiança em fornecer dados e informações. Por isso, tive o cuidado de separar algumas empresas que utilizam a IA e estão se destacando:

  • Panera Bread: a empresa está testando a tecnologia de IA para receber pedidos no drive-thru;
  • Popeyes: também em momento de testes, utiliza a ferramenta numa unidade da Louisiana, onde aumentou a velocidade do serviço em 20% e as vendas de bebidas subiram em 150%;
  • Starbucks: curiosos? Aqui, a rede usa a inteligência artificial para personalizar recomendações a clientes e reunir dados para ajudar a criar novos produtos;
  • Winnow Vision: o objetivo é coletar dados acerca de quanto e quais alimentos são jogados no lixo, assim, geram informações que ajudam a otimizar cardápios e tamanho de pratos.

A IA chega para revolucionar toda a experiência de usuário e deixar os processos mais ágeis. É o mundo falando a mesma língua e caminhando para a mesma direção: melhorar o relacionamento entre empresas e consumidores.

Acompanhe tudo sobre:FranquiasInteligência artificial

Mais de Negócios

Startup do Amapá capta R$ 3 milhões e já tem R$ 30 milhões para emprestar na Amazônia

Você já ouviu falar na sigla DYOR? Veja por que ela é importante no universo das finanças

Com investimento de R$ 70 milhões, plataforma de renegociação de dívidas entra em operação

40 franquias baratas para quem quer deixar de ser funcionário a partir de R$ 2.850

Mais na Exame