Negócios

Novo modelo de franquia reúne HOPE e HOPE Resort em loja híbrida

Companhia quer triplicar número de unidades em três anos

 (HOPE/Divulgação)

(HOPE/Divulgação)

Isabela Rovaroto

Isabela Rovaroto

Publicado em 30 de junho de 2022 às 08h08.

O grupo HOPE, empresa de moda íntima, beachwear e fitness, destacou o modelo Duo, loja híbrida que une HOPE e HOPE Resort durante ABF Franchising Expo 2022. O grupo tem atualmente 237 franquias pretende chegar a 700 lojas até 2025.

Assine a newsletter EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio.

O modelo híbrido foi criado para atender cidades com menos de 200 mil habitantes. De acordo com o grupo, o tíquete médio dessa operação é cerca de 37% superior ao das lojas monomarca.

“A HOPE continua sendo nosso carro chefe, mas o formato Duo é uma das nossas principais estratégias para chegar em todo o Brasil. É um modelo rentável e que atende à demanda de praças menores, com um mix de produtos mais variado”, diz Elton Deretti, diretor Comercial da HOPE.

O investimento inicial da franquia do modelo Duo é de R$ 330 mil, com faturamento médio estimado em R$ 55 mil e tempo de retorno entre 24 e 36 meses.

Para este ano, estão previstas 100 novas lojas, sendo 65 no modelo Duo formato de loja híbrida com mix de produtos HOPE e HOPE Resort , além de unidades 15 HOPE Resort e 20 HOPE.

VEJA TAMBÉM:

Ragazzo lança seis modelos de franquias a partir de R$ 225 mil

CEO de empresa de US$ 68 bilhões pede demissão: "Vou sentar na praia e não fazer nada"

Semenzato, do Shark Tank, quer faturar R$ 6,7 bilhões com franquias em 2022

Veja quais são as maiores microfranquias do Brasil em 2022

Acompanhe tudo sobre:FranquiasHopeRoupas

Mais de Negócios

Problemas complexos estão travando a sua empresa? Veja 5 dicas para gerenciá-los

Ele vendia trufas e hoje fatura R$ 80 milhões com a maior rede de pilates da América Latina

Ronaldo pode vender clube espanhol por um quarto do valor embolsado com o Cruzeiro

Mora no exterior e quer doar recurso ao RS? Agora é possível através destas instituições financeiras

Mais na Exame