México só aprovará compra da Monsanto pela Bayer com venda para Basf

Medida tem objetivo de evitar que a Bayer se torne a única fornecedora de sementes transgênicas de algodão
Bayer: a companhia e a Monsanto devem aceitar as condições impostas pela Cofece para concluir a transação (Sean Gallup/Getty Images)
Bayer: a companhia e a Monsanto devem aceitar as condições impostas pela Cofece para concluir a transação (Sean Gallup/Getty Images)
C
Clarice Couto, do Estadão Conteúdo

Publicado em 04/06/2018 às 19:04.

Última atualização em 04/06/2018 às 19:14.

Nova York - A Comissão Federal de Concorrência Econômica do México, (Cofece, na sigla em espanhol), condicionou a aprovação da compra da Monsanto pela Bayer à venda de seus negócios de sementes geneticamente modificadas de algodão e verduras, assim como de alguns herbicidas, para a Basf.

Conforme nota do órgão mexicano, a medida tem o objetivo de evitar que a Bayer se torne a única fornecedora de sementes transgênicas de algodão e conquiste participação significativa no mercado de sementes para culturas como cebola, pepinos, melancia e alface e também no de defensivos.

Segundo a Cofece, a Basf "tem a capacidade e os incentivos para competir vigorosamente nos mercados em questão". "Bayer e Monsanto deverão aceitar, em sua totalidade, as condições impostas pela Cofece para poder concluir a transação", disse a agência no comunicado. (Com Dow Jones Newswires).