Lucro da Rodobens Negócios Imobiliários recua 33%

Incorporadora apresentou lucro líquido de R$ 13,595 milhões no primeiro trimestre de 2014

	Trabalhadores da construção civil: receita líquida da Rodobens, por outro lado, subiu 38%, para R$ 216,1 milhões
 (Sam Hodgson/Bloomberg)
Trabalhadores da construção civil: receita líquida da Rodobens, por outro lado, subiu 38%, para R$ 216,1 milhões (Sam Hodgson/Bloomberg)
C
Circe BonatelliPublicado em 08/05/2014 às 19:30.

São Paulo - A incorporadora Rodobens Negócios Imobiliários apresentou lucro líquido de R$ 13,595 milhões no primeiro trimestre de 2014, 33% menor do que nos mesmos meses de 2013.

O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado chegou a R$ 28,878 milhões, queda de 36%. A margem Ebitda ajustado foi de 13,4%, baixa de 15,75 pontos porcentuais.

A receita líquida, por outro lado, subiu 38%, para R$ 216,1 milhões. O resultado financeiro foi positivo em R$ 1,7 milhão, alta de 42%.

A companhia explicou que o lucro foi afetado pelo encerramento de parceria para empreendimentos imobiliários na Região Sul, o que gerou impacto negativo no montante de R$ 12,6 milhões. Excluindo esse impacto, o lucro líquido ajustado seria de R$ 26,2 milhões.

Dados operacionais

O valor geral de vendas (VGV) lançado atingiu R$ 76,6 milhões (parte Rodobens) no primeiro trimestre de 2014, queda de 53% na comparação com o mesmo intervalo de 2013.

As vendas contratadas atingiram R$ 141,0 milhões, contração de 25%. A Rodobens afirmou que o volume baixo de lançamentos está em linha com a estratégia de concentrar a oferta de novos projetos no segundo e terceiro trimestres do ano.

"Estamos otimistas com o nosso pipeline de projetos para o segundo trimestre, com destaque para as Torres Residenciais do Shopping Iguatemi São José do Rio Preto (SP) e o lançamento de mais um loteamento, situado em Feira de Santana (BA)".