Loja do McDonald’s fica sem pão devido a greve dos caminhoneiros

A última renovação do estoque da loja, localizada no Rio de Janeiro, ocorreu na sexta-feira, diz jornal.

São Paulo – Uma loja do McDonald’s no Rio de Janeiro ficou sem pão e outros ingredientes para seus lanches devido à greve dos caminhoneiros, que completa quatro dias nesta quinta-feira. A última renovação do estoque ocorreu na sexta-feira.

As informações são do jornal O Globo. De acordo com a publicação, o carregamento de pão que abastece a loja vem do Espírito Santo. Já os itens como salada e hambúrguer vêm de São Paulo. Ambos os estados foram fortemente afetados pela paralisação. A loja contabiliza um prejuízo de 18 mil reais.

O site EXAME tentou contato com a loja, localizada na avenida Nossa Senhora de Copacabana, mas não obteve retorno. Em nota a rede McDonald’s afirmou que “é provável que faltem alguns produtos do cardápio em alguns restaurantes da rede”.

Veja a nota:

“A paralisação dos caminhoneiros está provocando um desabastecimento no comércio em geral, incluindo todo o setor de alimentação. Estamos acompanhando a situação de perto e fazendo o possível para manter a operação normalizada. No entanto, é provável que faltem alguns produtos do cardápio em alguns restaurantes da rede”.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.