Negócios

L'Occitane se aproxima de fechar capital em acordo de US$ 7 bilhões

Negociação envolve participação do fundo Blackstone e do Goldman Sachs Group

Publicado em 29 de abril de 2024 às 06h42.

O proprietário da L'Occitane Internacional SA, Reinold Geiger, está prestes a fazer uma oferta para fechar o capital da empresa. O acordo tem o potencial de avaliar a companhia em cerca de sete bilhões de dólares norte-americanos.

De acordo com informações de pessoas próximas ao assunto, Geiger está prospectando a realização de uma oferta de 33 a 34 dólares de Hong Kong por cada ação da L'Occitane que não possui. Tanto o fundo Blackstone quanto o Goldman Sachs Group ajudarão a financiar a aquisição.

A negociação das ações da companhia foi suspensa em Hong Kong no começo de abril. O último valor registrado foi de cerca de 29,50 dólares de Hong Kong por ação, o que aponta para um preço de mercado de 5,6 bilhões de dólares norte-americanos para a L'Occitane.

No começo do mês, já havia sido noticiado que Reinold Geiger estava próximo a um acordo para fechar o capital da companhia. Agora, no entanto, os detalhes parecem se acertar e a negociação está cada vez mais próxima.

A L'Occitane foi listada em um IPO em Hong Kong no ano de 2010. Agora, ela conta com oito marcas e aproximadamente três mil pontos de venda espalhados por 90 países.

No Brasil, a empresa tem adotado compromissos de ESG e investido na valorização de ingredientes nativos. A ideia é valorizar o meio ambiente e a cultura das comunidades onde a L'Occitane au Brésil atua.

Com informações da Bloomberg.

Acompanhe tudo sobre:L'OccitaneFinanças

Mais de Negócios

Para além da Heineken na hora do aperto: o Rappi Turbo quer virar o seu próximo mercadinho de bairro

Reconhecida pela Time como uma das melhores edtechs do mundo, a Vitru estreia na B3

Quatro amigos se juntam para vender pele sintética de tubarão. O motivo? Surfar mais rápido

Sebrae lança pesquisa inédita e autodiagnóstico sobre economia circular

Mais na Exame