Negócios

iFood amplia oferta de cards com presença em Banco24horas

Hoje, o iFood Card pode ser encontrado em gôndolas. Agora, a empresa quer mais capilaridade

iFood: empresa quer reforçar a presença omnichanel (iFood/Divulgação)

iFood: empresa quer reforçar a presença omnichanel (iFood/Divulgação)

Victor Sena

Victor Sena

Publicado em 15 de fevereiro de 2022 às 16h03.

Última atualização em 18 de fevereiro de 2022 às 15h40.

Desde o início do mês, o iFood Card, o giftcard do iFood, também pode ser adquirido pelos caixas eletrônicos (ATM) do Banco24 horas. A estratégia da empresa é reforçar a presença física e omnichanel.

“A ideia é que o iFood possa estar em qualquer lugar, que usem ele para resgatar pontos, por cashback nas carteiras digitais, venda dentro do próprio iFood e o iFood Card.  Ele se conecta com pessoas de diversos setores, em diversos ambientes", explica Paula Rabelo, diretora da divisão do iFood responsável pelo iFood Card.

Hoje, o iFood Card já pode ser encontrado em gôndolas. Agora, a empresa quer mais capilaridade, apostando em caixas eletrônicas do Banco24horas, que somam 24 mil pontos no país.

Para comprar por ali, basta se dirigir a um terminal da rede e escolher a opção “Demais serviços”. Depois, é só seguir o menu “Recargas”, “Serviços pré-pagos”, escolher “iFood Card” e realizar o pagamento com o cartão de débito. O código de ativação será impresso logo após a conclusão da transação.

Com a nova parceria, o cartão será oferecido em mais de 175 mil pontos espalhados pelo Brasil. Antes eram mais de 150 mil pontos.

Em 2020 e 2021, foram gerados mais de 10 milhões de iFood Cards.

Entrada na Colômbia

Além da venda direta aos consumidores, o iFood oferece seus cards para o mercado corporativo como opção para as empresas "presentearem" funcionários.

De acordo com a empresa, essa função B2B encaixou bem no mercado da vizinha Colômbia. No país, o oferecimento de benefício alimentar não é tão comum como no Brasil — onde as empresas contam com benefícios fiscais para o pagamento de vale. Na colômbia, as empresas buscam soluções, mas não há oferta de produtos no país.

Em janeiro deste ano, a opção do iFood Card chegou ao país e em toda a rede coberta pelo aplicativo.

O cartão é online, pré-pago, com valor determinado, que pode variar entre 10 mil pesos a 100 mil pesos (equivalente às quantias de R$ 15 a R$ 150). Os benefícios, exclusivamente de alimentação no momento, podem ser usados em bares e restaurantes.

As duas opções utilizadas são como benefício recorrente aos funcionários e para engajamento de equipes com cards individuais.

 

 

 

 

Acompanhe tudo sobre:DeliveryiFoodRestaurantes

Mais de Negócios

Ex-executivo do Safra, hoje ele fatura R$ 14 milhões empreendendo no mercado de implante capilar

Conheça o instituto que viabiliza projetos sociais em diferentes regiões do Brasil

Ajuda da Renner ao RS terá impacto de R$ 50 milhões, diz CEO. O próximo passo: uma coleção especial

Veja alguns motivos pelos quais os brasileiros estão investindo bilhões de dólares em renda fixa

Mais na Exame