Negócios
Acompanhe:

Por protagonismo feminino, este fundo de VC vai capacitar fundadoras de startups; inscreva-se

O fundo de venture capital Astella anunciou abertura de inscrições para o AstELLAS, programa de mentorias e capacitação para fundadoras de startups

 (LDProd/Thinkstock)

(LDProd/Thinkstock)

M
Maria Clara Dias

20 de janeiro de 2023, 10h52

As mulheres são parte marjoritária do empreendedorismo brasileiro. Elas estão à frente quase metade do total de pequenas empresas do país e, em 2021, somaram algo como 10,1 milhões de empreendedoras, segundo o Sebrae. O cenário, porém, não se repete no universo do empreendedorismo tecnológico.

No Brasil, as mulheres são fundadoras de apenas 4,7% das startups e scale-ups, mostra estudo do Distrito em parceria com a aceleradora B2Mamy e a Endeavor. Junto à pequena participação no ecossistema, as startups fundadas exclusivamente por mulheres também esbarram em problemas de acesso à capital. Em 2020, apenas 0,04% do capital de todo o capital risco foi destinado a startups femininas.

Para mudar esse cenário, o fundo de venture capital Astella olha para a formação técnica das líderes de tecnologia. O fundo anuncia a abertura de inscrições para o Projeto astELLAS, programa de mentorias coletivas para empreendedoras. A intenção é capacitar fundadoras de startups e ajudá-las a encurtar o caminho rumo à captação de recursos e, na ponta, diminuir a desiguldade de gênero no setor.

"Acredito que o AstELLAS será importante para o ecossistema porque promoveremos oportunidade de acesso a conhecimento e networking para acelerar o desenvolvimento das fundadoras mulheres", diz Luiza Ulysséa, VC Associate na Astella e uma das responsáveis pelo projeto. "A partir de iniciativas como essa, conseguimos, aos poucos, ir reduzindo o gap de gênero em funding tech no Brasil, para que as empreendedoras tenham mais chances de ter resultados exponenciais e isso é bom para todos: empreendedores e investidores, em geral".

Assine a EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio.

Como funciona o programa

Serão, ao todo, sete encontros semanais e gratuitos entre os meses de fevereiro e março de 2023. O propósito é apresentar conceitos e lições importantes sobre a fundação de pequenos negócios de tecnologia e também conectar fundadoras em uma rede com 40 participantes, incluindo empreendedoras bem-sucedidas que compartilharão aprendizados com o grupo.

A agenda do programa inclui cinco pilares, todos conduzidos por líderes femininas:

  • Produto
  • Preço
  • Pessoas
  • Processos
  • Pitch

Quem pode se inscrever

Podem participar do AstELLAS mulheres empreendedoras em tecnologia de empresas em estágio inicial (ideação, MVP ou que tenha captado investimento anjo/pé-seed recentemente) e com sede no Brasil. Também serão aceitas empresas com até 150.000 reais de faturamento mensal. Serão aceitas apenas fundadoras do negócio, com a limitação de apenas uma representante por empresa.

Como participar

As empreendedoras interessadas devem preencher a inscrição através deste link até o dia 27 de janeiro, às 23h59. As inscrições terão respostas — positivas ou negativas — até o dia 07 de fevereiro.

"Eu presenciei repetidas vezes grupos de tomadores de decisão compostos somente por homens na minha experiência de 20 anos em RH. Há alguns anos ajudo mulheres a desafiarem esse cenário, a fazerem contato com suas potências, terem clareza de seus gaps e se desenvolverem a partir da crença de que sua prosperidade não precisa ter teto", diz Ana Rezende, Talent Strategist na Astella.

VEJA TAMBÉM

Executivos da Companhia de Estágios criam HRtech e investem R$ 4 milhões

Órfã devido a diagnósticos errados, ela criou startup que ajuda médicos na avaliação de pacientes