Fiat discute proposta de fusão melhorada da Renault por apoio francês

A empresa italiana debate um dividendo especial e garantias de emprego mais fortes em uma tentativa garantir o apoio do governo francês

Paris — A Fiat Chrysler está discutindo um dividendo especial e garantias de emprego mais fortes da Renault em uma tentativa de persuadir o governo francês a apoiar a sua proposta de fusão entre as montadoras, disseram fontes próximas às negociações.

A oferta melhorada, se formalizada e aceita, também verá as operações da empresa combinada sediadas na França e um assento em seu conselho garantido ao governo francês, disseram duas pessoas com conhecimento do assunto à Reuters no domingo.

A porta-voz da FCA, Shawn Morgan, não quis comentar. O governo francês, maior acionista da Renault com participação de 15%, também se recusou a comentar.

Um porta-voz da Renault não retornou imediatamente as ligações e mensagens em busca de comentários.

A FCA está envolvida em intensas discussões com a Renault e o governo francês sobre a proposta de fusão de 35 bilhões de dólares que ela propôs na última segunda-feira para criar a terceira maior montadora do mundo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.