Escassez de chips força Ford, Toyota e Nissan a cortarem produção

Montadoras de veículos e fabricantes de produtos eletrônicos enfrentam problemas na oferta de componentes

Ford, Toyota e Nissan afirmaram nesta sexta-feira que vão cortar produção de veículos neste mês por causa de escassez de chips, reforçando o grupo de montadoras atingidas por problemas de falta de componentes.

A Honda também afirmou nesta sexta-feira que sua produção no Japão poderá ser afetada por escassez de semicondutores.

Montadoras de veículos e fabricantes de produtos eletrônicos enfrentam problemas na oferta de componentes diante do descompasso entre a demanda e a recuperação da oferta causado pela pandemia de coronavírus.

A Ford afirmou que vai paralisar fábrica no Estado norte-americano de Kentucky. A unidade produz os utilitários Ford Escape e Lincoln Corsair. A Toyota informou que vai cortar produção da picape Tundra no Texas.

A Ford não informou os fornecedores dos chips que utiliza em seus modelos e a expectativa é que a fábrica volte a operar na semana seguinte. "Estamos trabalhando de perto com os fornecedores para resolver potenciais restrições na oferta relacionadas à escassez de semicondutores", disse uma porta-voz da montadora.

A Nissan afirmou que planeja reduzir a produção do híbrido Note na fábrica de Kanagawa.

No mês passado, a Volkswagen afirmou que enfrentava falta de semicondutores e que iria ajustar produção em fábricas na China, América do Norte e Europa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.