Negócios

Cortes no unicórnio: Ebanx demite 340 funcionários no Brasil

Startup anunciou a demissão de 20% dos funcionários nesta terça-feira em resposta ao cenário atual das empresas de tecnologia

Ebanx: demissão de 340 funcionários (Ebanx/Reuters)

Ebanx: demissão de 340 funcionários (Ebanx/Reuters)

O unicórnio curitibano Ebanx, de meios de pagamento internacionais, anunciou nesta terça-feira que ao menos 340 funcionários, cerca de 20% da força de trabalho da startup no país, foram demitidos. Antes do corte, a empresa contava com cerca de 1.700 trabalhadores.

Em comunicado divulgado à imprensa, o Ebanx afirma que a decisão foi tomada ao considerar o "cenário atual do mercado de tecnologia como um todo", numa referência à baixa sofrida por big techs e startups no Brasil e mundo.

A empresa também diz que os funcionários impactados pela demissão em massa receberão, juntamente um "pacote diferenciado de benefícios", que inclui, além da rescisão, valores adicionais e extensão do plano de saúde, além do computador de trabalho.

O Ebanx agora se une a uma extensa lista de startups que enxergam nos reajustes do quadro de funcionários uma maneira de enxugar despesas diante do cenário que acompanha as empresas de tecnologia mundo afora.

Na última semana, foi a vez da mexicana Kavak, também unicórnio, anunciar a demissão de ao menos 150 funcionários no Brasil. Também neste mês, a colombiana Favo decidiu deixar o país após sucessivas tentativas de contornar margens insustentáveis e um cenário macroeconômico "de crescente dificuldade", conforme anunciou a empresa.

 

 

Acompanhe tudo sobre:EbanxStartups

Mais de Negócios

10 franquias baratas de limpeza para empreender a partir de R$ 27 mil

A malharia gaúcha que está produzindo 1.000 cobertores por semana — todos para doar

Com novas taxas nos EUA e na mira da União Europeia, montadoras chinesas apostam no Brasil

De funcionária fabril, ela construiu um império de US$ 7,1 bilhões com telas de celular para a Apple

Mais na Exame