Negócios

Conheça 8 lições de gestão de médias empresas que crescem acima da média

Elas não ocupam as capas das principais publicações de negócios e nem compartilham da atenção dedicada a startups, mas geram 25% da massa salarial brasileira e têm lições relevantes a ensinar, diz Diego Marconatto, professor da Fundação Dom Cabral

Para adotar uma técnica de aprimoramento de gestão na empresa, é preciso envolver os funcionários no aprendizado das novas práticas. | Vioet Kaipa/ShutterStock /  (Vioet Kaipa/Shutterstock)

Para adotar uma técnica de aprimoramento de gestão na empresa, é preciso envolver os funcionários no aprendizado das novas práticas. | Vioet Kaipa/ShutterStock / (Vioet Kaipa/Shutterstock)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 13 de maio de 2023 às 08h00.

Por Diego Marconatto, professor da Fundação Dom Cabral

Elas não ocupam as capas das principais publicações de negócios e nem compartilham de toda a atenção dedicada a startups, unicórnios e outros tipos hype do mundo empresarial.

Entretanto, as empresas de médio porte (EMPs), mesmo sendo apenas 1% de todos os negócios do Brasil, respondem por nada menos do que um quinto de todos os empregos do segundo setor e um quarto de toda a sua massa salarial.

Decidimos olhar para um grupo seleto entre essas empresas, formado por aqueles negócios que conseguem manter o ritmo de crescimento ao longo dos anos.

Buscamos entender o que eles fazem e como se estruturam para atingir um crescimento acima da média.

Investigando mais de mil EMPs brasileiras, chegamos a conclusões representativas e confiáveis sobre o segredo desses negócios.

As EMPs de crescimento consistente tendem a compartilhar oito realidades interdependentes:

  1. Presença de conselho consultivo


    Esse foi um dos fatores com maior impacto positivo sobre o crescimento das EMPs. A chave está nos novos conhecimentos e perspectivas trazidos pelos conselheiros, que dificultam a miopia desses negócios.

     

  2. Reinvestimento agressivo de lucros

     A realocação de partes importantes dos ganhos na própria operação do negócio materializa a intenção de crescimento das EMPs de sucesso.

     

  3. Profissionalização da estrutura de recrutamento de talentos

    São muitos escassos os verdadeiros talentos ainda disponíveis no mercado. As EMPs que cresceram procuram-nos através de estruturas de recrutamento profissionalizadas.

     

  4. Uso de estratégias de geração de alto valor agregado

    EMPs crescentes tendem a se distanciar das estratégicas genéricas de competição (foco em preços baixos) para centrarem esforços em mercados de nicho, customização de produtos e serviços e outras vias que oferecem maiores margens de lucro.

     

  5. Inovação do portfólio de produtos e serviços

    A renovação dos seus produtos e serviços mostrou aumentar consideravelmente as chances de crescimento das EMPs.

     

  6. Fusões e aquisições

    Fusões e aquisições mostraram ter o maior impacto positivo para as EMPs que cresceram. O ganho de escala e a união de diferentes expertises impulsionam fortemente o seu crescimento.

     

  7. Uso de relacionamentos colaborativos

    As EMPs pujantes estabelecem parcerias formais e informais com os mais diversos atores, incluindo até mesmo arranjos de cooperação com concorrentes.

     

  8. Expansão internacional

    No geral, EMPs com subsidiárias no exterior têm taxa de crescimento muito superior aos seus pares com operação concentrada no Brasil.

Foi identificado ainda um outro grupo especial de EMPs: as campeãs absolutas de crescimento – aqueles negócios que multiplicaram o seu faturamento por 2 vezes ou mais ao longo do período de 5 anos (2016-2021). Essas EMPs são marcadas por seis características adicionais:

  1. Inovação de processos internos

    As campeãs de crescimento estão sempre buscando novas formas de ganhar produtividade e de melhorar a experiência final dos seus clientes.

  2. Diversificação geográfica

    Essa é uma marca maior das EMPs que têm grande capacidade de crescimento de lucros e faturamento. Como seu foco tende a ser o B2B e seu portfólio de produtos não é tão amplo,  esses negócios buscam novos mercados de modo constante.

     

  3. Desenvolvimento de colaboradores

    EMPs estelares investem pesado no desenvolvimento dos seus colaboradores de modo a ganhar cada vez mais eficiência, produtividade e capacidade competitiva e de inovação.

     

  4. Estruturação das atividades internas

    As EMPs vitoriosas tendem a ter suas atividades-chave (comercial, marketing, finanças, RH etc.) mais bem estruturadas do que os seus pares que crescem menos. Isso mostra claramente que capacidade de gestão é sempre chave.

     

  5. Objetivos de crescimento mais arrojados

    As grandes campeãs têm, comprovadamente, maior intenção de crescimento do que as outras empresas. Elas se impõem objetivos maiores e mais audaciosos.

     

  6. Otimismo e confiança

    Confiança para enfrentar os desafios e otimismo em relação ao futuro são facilmente encontradas nas empresas de alto crescimento.

EMPs que querem crescer têm nesses elementos indicações sólidas do caminho a seguir.

Por último, é importante notar que os itens dessa lista tendem a estar correlacionados. Ou seja, para que todo o potencial de expansão do negócio seja realizado, ele deve adotar vários dos elementos concomitantemente.

Minha experiência direta com negócios de altíssimo crescimento converge com esses achados, que também são corroborados pelas melhores publicações científicas da área de negócios – vide, por exemplo, a recente edição especial do célebre Journal of Management sobre o tema dos negócios de rápido crescimento.

Definitivamente, seus gestores comungam de um foco incansável em estruturar, impulsionar e melhorar constantemente cada uma dessas frentes.

Acompanhe tudo sobre:Fundação Dom Cabralgestao-de-negocios

Mais de Negócios

De entregadores a donos de fábrica: irmãos faturam R$ 3 milhões com pão de queijo mineiro

Como um adolescente de 17 anos transformou um empréstimo de US$ 1 mil em uma franquia bilionária

Um acordo de R$ 110 milhões em Bauru: sócios da Ikatec compram participação em empresa de tecnologia

Por que uma rede de ursinho de pelúcia decidiu investir R$ 100 milhões num hotel temático em Gramado

Mais na Exame