Como os meninos derrubaram o lucro da Hasbro no 2º trimestre

Fabricante de brinquedos registrou ganhos menores no período e a queda foi justificada pelas vendas mais fracas dos produtos para garotos

São Paulo - A Hasbro registrou lucro 15,8% menor no segundo trimestre de 2013 na comparação com o mesmo período do ano passado, totalizando 36,5 milhões de dólares, e a culpa foi dos meninos. Isso porque, as vendas de produtos para garotos caíram significativamente no trimestre - o segmento é o principal do portfólio da companhia e responde por mais de 30% de toda a operação.

De acordo com balanço divulgado pela empresa,  as vendas totais somaram 766,3 milhões de dólares, 5,6% a menos na mesma base de comparação. No ano passado, a companhia, que tem parceria com a Marvel, foi  beneficiada pelos lançamentos de filmes de super-heróis, como "Os Vingadores" e "Homem-Aranha" - o que não se repetiu neste ano.

Para recuperar a perda, no entanto, a Hasbro estendeu por mais dois anos a parceria com a Walt Disney, dona da Marvel, a fim de continuar licenciando os produtos do estúdio, incluindo agora a franquia dos filmes Star Wars.

Outro problema enfrentado pela empresa é a ameaça dos dispositivos móveis, que estão roubando espaço dos brinquedos tradicionais e mudando a maneira das crianças brincarem.  

As vendas de produtos para meninos caíram 35% no segundo trimestre, totalizando 253,7 milhões de dólares. Em contrapartida, as vendas da categoria de jogos subiram 19%, e as vendas de produtos para meninas aumentaram 43% impulsionadas principalmente pelo Furby e a minha My Little Pony.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.