Chevron diz que não abandonará o Brasil e reativará projetos

A Justiça determinou a suspensão das atividades da empresa no país após um vazamento de petróleo

Leiteria - A companhia petrolífera americana Chevron não abandonará o Brasil e trabalhará para reativar seus projetos no país, onde a Justiça determinou a suspensão de suas atividades após um vazamento de petróleo, revelou nesta quarta-feira Don Stelling, presidente para a América Latina do grupo.

O executivo, que participou do II Congresso Integral de Hidrocarbonetos que acontece na cidade venezuelana de Leiteria, assegurou que a empresa tem três projetos no Brasil.

Assinalou que a Chevron não deve mudar sua estratégia e que continuará com ela, ao mesmo tempo em que confirmou que trabalharão para reativar "projeto a projeto".

No último dia 1º de agosto, o Tribunal Federal do Rio de Janeiro deu um prazo de 30 dias para que a Chevron e a perfuradora Transocean suspendam suas atividades de extração e transporte de petróleo no Brasil por causa de um vazamento ocorrido em novembro do ano passado em uma concessão explorada por ambas no litoral do estado.

A Chevron selou e abandonou o poço acidentado em novembro, mas continuou operando até março, data na qual anunciou a suspensão "voluntária" de todas suas atividades na região depois que ocorresse um novo vazamento de pequenas dimensões no mesmo local.

O acidente da Chevron foi o responsável por 96% do petróleo vertido ao mar no país em 2011, segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Com a nova decisão da Justiça, a Chevron e a Transocean terão que pagar uma multa diária de R$ 500 milhões no caso de descumprirem a decisão.

Após conhecer a sentença, a Chevron anunciou que apelará, enquanto a Transocean evitou comentar o assunto.

Em meados de agosto, o diretor de Prospecção e Produção da Petrobras, José Formigli, anunciou que a estatal usará seu departamento jurídico para ajudar a Chevron e a Transocean. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.