A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Cervejarias buscam aval para misturar mel e leite na cerveja

Produtores, porém, poderão esperar até 2014 por uma eventual aprovação da Anvisa de novos ingredientes na “gelada”

São Paulo – O início de setembro não trouxe boas notícias para os produtores e consumidores de cerveja: a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa - não analisará tão cedo a proposta das fabricantes incluírem mel e leite na composição da bebida. As informações são da coluna Radar Online, de Veja.

De acordo com a publicação, técnicos da agência estão receosos quanto à nova fórmula, por considerarem a medida extremamente atraente ao público jovem.

O interesse dos empresários para alterar a composição da cerveja não é de hoje. O assunto foi discutido durante dois dias seguidos de agosto, juntamente com representantes do governo federal. Na ocasião, membros da indústria etílica fizeram inúmeras reinvindicações, entre elas a permissão para o uso de matérias-primas de origem animal na fórmula, como mel e leite, que foi aprovada.

Porém, ao contrário do que os produtores da bebida esperavam, o assunto não consta na agenda regulatória da Anvisa, a qual concentra todos os pontos considerados urgentes para serem avaliados até o final de 2014.

Até o momento, não há previsão de quando a análise será realizada, o que impede os empresários de iniciarem a produção da cerveja com a nova fórmula e deixa os fãs da bebida ainda mais ansiosos.

Em nota, a Anvisa informou que o tema não foi pautado na agenda regulatória após consenso com o Ministério da Agricultura e Pecuária, pois a norma de aditivos para a cerveja foi revisada em 2011. Dessa forma, a agência optou por priorizar demandas antigas que precisam ser atualizadas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também