Casino eleva projeções de 2017 após resultados no Brasil e França

Apesar do anúncio, as ações do grupo reagiram negativamente com analistas e investidores questionando as novas projeções

Paris – O grupo francês Casino elevou as projeções para o ano, depois que números mais fortes na França e no Brasil impulsionaram os resultados do primeiro semestre, mas as ações reagiam negativamente na manhã desta quinta-feira.

Após registrar alta de 36 por cento no lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda), para 600 milhões de euros (705 milhões de dólares), o Casino disse prever crescimento de pelo menos 20 por cento no lucro anual consolidado.

A empresa informou que agora espera que o lucro de varejo alimentar na França cresça acima da meta de 15 por cento, e também que as atividades de desenvolvimento imobiliário tenham uma contribuição de cerca de 60 milhões de euros.

Ainda assim, as ações do Casino recuavam mais de 6 por cento na bolsa de Paris nesta quinta-feira, com analistas e investidores questionando as novas projeções.

“Dado o forte primeiro semestre, esse guidance parece conservador”, escreveram analistas do Bernstein em nota,

O lucro operacional na França, maior mercado do grupo, subiu 43 por cento ante igual período do ano passado, e o resultado no Brasil, segundo principal mercado, também melhorou.

No Brasil, o Casino controla o Grupo Pão de Açúcar (GPA). Sinais de melhora no mercado brasileiro surgiram neste mês, depois que o rival Carrefour abriu o capital de suas operações no país.

Mas analistas do banco de investimentos Jefferies disseram que “mais clareza é necessária sobre as reais margens na América Latina” e mantiveram uma recomendação de ‘manutenção’ para os papéis do Casino.

O gestor de fundos da Roche Brune Asset Management, Gregoire Laverne, se decepcionou com as perdas da divisão de comércio online do Casino, acrescentando que não recomenda a compra das ações neste momento.

“As perdas do e-commerce foram piores que o estimado”, afirmou Laverne.

As ações do Casino acumulam alta de cerca de 15 por cento até agora em 2017, superando o ganho de 6 por cento do índice pan-europeu STOXX 600 no mesmo período.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.