Boeing recebeu subsídios ilegais dos EUA, diz OMC

Empresa usava ilegalmente a NASA e o Pentágono na construção de aeronaves

Genebra - A Organização Mundial do Comércio (OMC) constatou que os Estados Unidos usaram ilegalmente a Nasa e o Pentágono para subsidiar a Boeing na construção de jatos civis. No documento divulgado ontem, o órgão confirma algumas das denúncias feitas pela União Europeia, numa briga que já dura 20 anos.

Os europeus alegavam que a Airbus estava sendo prejudicada. "A OMC mostrou que a Boeing recebeu bilhões em subsídios, que geraram perdas substanciais para a Airbus. A companhia perdeu contratos por conta dessa concorrência desleal", acusou o comissário de Comércio da UE, Karel de Gucht. Segundo a versão europeia, a condenação é relativa a US$ 5,7 bilhões e o apoio dado representaria danos de US$ 45 bilhões aos europeus.

Washington tinha uma versão exatamente oposta e a Casa Branca fez questão de comemorar a decisão, já que o valor da condenação teria sido bem inferior ao que pediam os europeus originalmente. Há sete anos, quando o processo começou, a UE dizia que os subsídios americanos chegavam a US$ 23,7 bilhões. Ontem, a condenação era em relação a apenas US$ 2,7 bilhões, segundo os americanos.

O governo de Barack Obama fez questão de apontar que, há um ano, a própria Airbus havia sido condenada por receber subsídios no valor de US$ 20 bilhões, dado contestado até hoje pelos europeus. A OMC julgou que os recursos dados pelos governos europeus para o lançamento do A380 eram ilegais. Na prática, a decisão de ontem coloca a guerra entre Airbus e Boeing em um novo patamar, equilibrando a disputa e forçando uma eventual negociação. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.