BG Group tem lucro maior, mas investimento decepciona

O lucro foi ajudado pela alta dos preços da energia e da demanda por gás natural liquefeito

Londres - O BG Group informou que seu lucro líquido mais do que dobrou no primeiro trimestre, para US$ 1,22 bilhão, ou 35,7 centavos de dólar, de US$ 597 milhões, ou 17,4 centavos de dólar, no mesmo período do ano passado, ajudado pela alta dos preços da energia e da demanda por gás natural liquefeito.

A companhia informou que elevou a previsão de investimento no seu principal projeto de gás liquefeito na Austrália em 36%, ou US$ 5,4 bilhões, devido à alta do dólar australiano e dos custos da mão-de-obra e da matérias-primas. O aumento da previsão decepcionou analistas e investidores.

Ajustado por custos excepcionais ou benefícios não derivados de operações regulares, o lucro do BG totalizou US$ 1,27 bilhão no primeiro trimestre. O número ficou acima da média das previsões de US$ 1,23 bilhão dos oito analistas entrevistados pela Dow Jones.

A receita do BG Group subiu 20,6% no primeiro trimestre, para US$ 5,78 bilhões, de US$ 4,79 bilhões no mesmo período do ano passado.

A produção de petróleo e gás da companhia totalizou 669 mil barris de óleo equivalente por dia no primeiro trimestre, uma alta de 3,4% em relação ao mesmo período do ano passado. A previsão dos analistas era de uma produção de 667 mil barris de óleo equivalente por dia. A alta da produção refletiu parcialmente como os conflitos no Egito e na Tunísia e as enchentes na Austrália afetaram as operações do BG Group. As informações são da Dow Jones.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.