Negócios

Avião que marca parceria entre Gol e Mercado Livre começa a voar em setembro para o Nordeste

Prazo de entrega de produtos para a região vai cair de cinco para até um dia

O avião, um Boeing 737 800, terá capacidade de transportar 24 toneladas de carga e começa a operar no dia 1 de setembro (GOL/Divulgação)

O avião, um Boeing 737 800, terá capacidade de transportar 24 toneladas de carga e começa a operar no dia 1 de setembro (GOL/Divulgação)

AO

Agência O Globo

Publicado em 23 de agosto de 2022 às 12h56.

Quatro meses depois de anunciarem uma parceria focada em logística, o Mercado Livre e a Gol Linhas Aéreas apresentaram nesta terça-feira a primeira aeronave cargueira com cores e a logomarca do Mercado livre. O avião, um Boeing 737 800, terá capacidade de transportar 24 toneladas de carga e começa a operar no dia 1 de setembro.

Fortaleza, no Ceará, São Luís, no Maranhão e Teresina, no Piauí, serão as primeiras cidades a receber voos da parceria. A iniciativa faz parte do pacote de investimentos de R$ 17 bilhões que o Mercado Livre anunciou para este ano no Brasil.

Atualmente, o prazo de entrega de produtos por via rodoviária, por exemplo, para Recife leva entre quatro e cinco dias. Para Manaus, o prazo varia entre oito e nove dias. Com a entrada em operação do cargueiro, a entrega será feita em um dia. O avião vai operar diariamente. Será o mesmo prazo de entrega de quem compra uma mercadoria em São Paulo ou no Rio de Janeiro, disse Yunes.

Até o final do ano, serão entregues mais dois cargueiros e em 2023, outros três aviões. Com isso, a oferta de capacidade de carga do Mercado Livre vai ser elevada em 80% em toneladas. A expectativa é que a receita do Mercado Livre aumente em R$ 100 milhões ainda este ano e mais de R$ 1 bilhão nos próximos cinco anos.

O presidende da Gol, Celso Ferrer, afirmou que a parceria vai revolucionar o mercado de entregas no país.

- O Mercado Livre tem a mesma proposta que nós, que é dar acesso aos produtos de maneira rápida - disse Ferrer, durante a apresentação da aeronave, lembrando que a Gol será a primiera companhia aérea a operar o cargueiro fabricado pela Boeing no Brasil e a América Latina.

A aeronave entregue era um avião de passageiros que foi convertido em cargueiro em oficinas da Boeing na China. Os demais também passarão por esse processo para se transformarem em 737 800 BCF (Boeing Converted Freighter). O acordo tem a opção de adicionar mais seis aeronaves desse tipo até 2025.

Atualmente, o Mercado Livre já tem três aeronaves, operadas pela Azul, que atendem outras regiões do país distantes dos centros de distribuição. Essa parceria vai continuar. O Mercado Livre também opera parceria exclusiva para transporte de carga no México.

A operação da aeronave ficará a cargo do braço de logística da Gol, a GolLog, que opera serviços de carga para 52 aeroportos e mais de 3.900 destinos no Brasil.

O contrato entre as empresas tem duração de 10 anos, e prevê uma frota de cargueiros composta pelos Boeing 737-800 BCF

Veja também: 

EBANX lança API de câmbio para facilitar transferências internacionais

Para 92% dos empreendedores, esta é a rede social mais importante

Acompanhe tudo sobre:AviõesGol Linhas AéreasMercado Livre

Mais de Negócios

Maior hub de inovação do RS, Caldeira reabre após ficar embaixo d'água com a enchente; veja fotos

"Europa e EUA temem carros elétricos chineses", diz fundador da BYD

A inovação que mudou a indústria: como a Nespresso transformou o consumo de café com suas cápsulas?

Quem é a empresa do Paraná que fará casas 'tipo Lego' a preço de custo para as vítimas da enchente

Mais na Exame