Airbus avisa fornecedores que pretende acelerar produção do A320

A fabricante de aviões europeia tem como objetivo aumentar a produção de seu modelo mais vendido, mesmo com o impacto da nova onda de coronavírus no crescente mercado indiano
Airbus: fabricante atualmente fabrica 40 unidades do A320 por mês e tem planos de chegar a 43 no terceiro trimestre e 45 no final de 2021 (Roert Smith/MI News/NurPhoto/Getty Images)
Airbus: fabricante atualmente fabrica 40 unidades do A320 por mês e tem planos de chegar a 43 no terceiro trimestre e 45 no final de 2021 (Roert Smith/MI News/NurPhoto/Getty Images)
Por BloombergPublicado em 11/05/2021 16:35 | Última atualização em 11/05/2021 16:38Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Por Charlotte Ryan e William Wilkes

A Airbus disse aos fornecedores que devem estar preparados para o aumento da produção dos jatos A320 para 53 unidades por mês até o fim do ano que vem, disseram pessoas a par do assunto.

O número reflete o limite superior de uma faixa sob consideração e nenhuma decisão foi tomada, segundo as pessoas, que não quiseram ser identificadas. A Airbus atualmente fabrica 40 unidades do A320 por mês e tem planos de chegar a 43 no terceiro trimestre e 45 no final de 2021.

A fabricante de aviões europeia tem como objetivo aumentar a produção de seu modelo mais vendido, mesmo com o impacto da nova onda de coronavírus no crescente mercado indiano. Além disso, companhias aéreas europeias aguardam para saber se as principais rotas de lazer reabrirão a tempo de evitar outro verão perdido. Os planos para 2022 fornecem uma visão sobre a rapidez com a qual a demanda pode se recuperar diante do avanço das campanhas de imunização ao redor do mundo e queda dos casos de Covid-19.

A Airbus reduziu o ritmo de fabricação de aviões em um terço após o impacto inicial do coronavírus. Um porta-voz da empresa disse que não comenta “especulações sobre a trajetória de longo prazo”, acrescentando que o mercado deve retornar aos níveis pré-Covid-19 no prazo de 2023 a 2025.

O plano de aumento da produção foi divulgado anteriormente pela Reuters.

Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.