Wikileaks denuncia enorme gasto de vigilância com Assange

WikiLeaks, que acaba de lançar um site para denunciar este "desperdício do governo", afirma que o gasto total ultrapassou a barreira das 10 milhões de libras

Londres - O WikiLeaks lançou nesta sexta-feira um site para denunciar o grande custo que representa para a Grã-Bretanha a vigilância policial de Julian Assange, refugiado na embaixada do Equador em Londres para evitar sua extradição à Suécia.

Mais de oito milhões de refeições gratuitas, 39.000 noites de hospitalização ou o salário anual de 459 professores: este é o custo para o contribuinte britânico da vigilância do ciberativista desde junho de 2012.

O WikiLeaks, que acaba de lançar um site para denunciar este "desperdício do governo" (govwaste.co.uk), afirma que o gasto total ultrapassou a barreira das 10 milhões de libras (mais de 13 milhões de euros).

No site, dois contadores mostram os segundos e o dinheiro público gasto, enquanto um link leva a uma declaração do prefeito de Londres, Boris Johnson, que em 2013 classificou a situação de "absolutamente ridícula".

Se o ex-hacker australiano sair da embaixada, será imediatamente detido e extraditado para a Suécia, onde é procurado por acusações de estupro e agressão sexual.

Assange rejeita as acusações, mas nega-se a se apresentar à justiça sueca por medo de ser extraditado aos Estados Unidos por seu papel no WikiLeaks, que vazou em 2010 quase 500.000 arquivos secretos de militares e 250.000 documentos diplomáticos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.