Vice de Trump diz que recado de musical da Broadway não o ofendeu

Mike Pence tenta acalmar a polêmica alimentada por tuíte de Donald Trump que exigia um pedido de desculpas dos artistas de "Hamilton"

O vice-presidente eleito dos Estados Unidos, Mike Pence, disse neste domingo que não se sentiu ofendido pela mensagem lida pelos atores de Hamilton, o musical da Broadway que assistiu na sexta-feira e no qual foi vaiado.

Pence tenta, desse modo, acalmar a polêmica alimentada no sábado pelo presidente eleito, Donald Trump, com um tuíte no qual exigia um pedido de desculpas dos artistas.

“Não me ofendi com o que foi dito. Deixarei que os outros julguem se era o lugar adequado para dizê-lo”, declarou o republicano em uma entrevista à rede de televisão Fox.

Na sexta-feira, Pence foi recebido na sala do teatro com uma mistura de vaias e aplausos, e no final do espetáculo os atores leram para ele uma declaração sobre a diversidade, na qual expressavam seu desejo de que a obra lhe inspirasse “a respeitar todos os valores e trabalhar em nome de todos os americanos”.

O vice-presidente eleito afirmou no domingo que tinha “realmente apreciado o espetáculo”. “Hamilton é uma produção incrível com pessoas incrivelmente talentosas”, acrescentou. Disse, ainda, que escutou a mensagem dos atores.

“Quero assegurar a todos, inclusive aos atores dessa noite, que o presidente eleito será o presidente de todos”, insistiu.