Segunda onda? Trump diz que não vai fechar EUA de novo

"Nós vamos apagar o incêndio, mas não fecharemos o país", disse ele em um passeio pela fábrica da Ford em Michigan, segundo a CNBC

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quinta-feira (21), que “não fechará o país caso uma segunda onda do coronavírus aconteça”. “Nós vamos apagar o incêndio, mas não fecharemos o país”, disse ele em um passeio pela fábrica da Ford em Michigan, segundo a emissora americana CNBC.

“As pessoas acham que essa é uma possibilidade muito distinta, mas é um padrão”, disse Trump sobre a probabilidade de uma segunda onda do vírus acontecer.

Ele voltou a criticar a China. “O coronavírus veio da China e deviam tê-lo parado lá, o que não fizeram”, disse. A declaração é dada em um momento de novas tensões geopolíticas entre as duas potências.

Trump homenageou em sua fala o fato de que essa fábrica da Ford passou na pandemia a produzir respiradores e outros itens, como para visores para proteger profissionais de saúde na linha de frente do combate contra a covid-19.

Michigan é ainda um dos Estados cruciais para a corrida presidencial, na qual Trump deve buscar a reeleição mais adiante neste ano.

Os Estados Unidos são o país mais afetado pela covid-19 no mundo, com 1.562.714 casos confirmados e 93.863 mortes, segundo o monitoramento em tempo real da universidade americana Johns Hopkins.

(Com Estadão Conteúdo)

 

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.