Procurador diz que aeroporto foi alvo de atentado suicida

De acordo com o Ministério Público Federal belga, pelo menos 13 pessoas morreram e 35 ficaram feridas no aeroporto de Zaventem, onde houve duas explosões

O procurador do rei Filipe, da Bélgica, afirmou que o aeroporto de Zaventem, em Bruxelas, foi alvo de um atentado terrorista suicida, noticiou hoje (22) o jornal belga Le Soir, na edição digital.

De acordo com o Ministério Público Federal belga, citado pela cadeia pública de televisão Rtbf, pelo menos 13 pessoas morreram e 35 ficaram feridas no aeroporto de Zaventem, onde houve duas explosões.

Elas ocorreram quatro dias depois da detenção de Salah Abdeslam, um francês de origem marroquina, único sobrevivente do comando autor dos atentados suicidas de 13 de novembro, em Paris (130 mortos).

Ele foi preso em Bruxelas. Várias testemunhas no aeroporto afirmaram que ouviram disparos na área de embarque, antes de gritos de frases em árabe, seguindo-se duas explosões.

O nível de alerta terrorista na Bélgica foi elevado para quatro, o máximo da escala, anunciaram as autoridades locais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.