Mortes por coronavírus no mundo superam marca de 1,1 milhão

Número de casos ultrapassa os 39 milhões, segundo dados da Universidade Johns Hopkins

O número global de mortes pelo coronavírus superou, neste sábado a marca de 1,1 milhão, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins. Segundo a instituição americana, o mundo já soma 1.105.505 vítimas fatais por causa da covid-19 desde o início da pandemia. Já o número de casos ultrapassa os 39 milhões, com 39.405.715 infectados.

Os Estados Unidos são os que mais registraram óbitos até o momento, totalizando 218,602 mil. Na sequência, está o Brasil (153.214 mortes), Índia (112.998) e México (85.704).

Os dados da Johns Hopkins mostram que os Estados Unidos também lideram em número de casos de contaminação. No país, já são mais de 8 milhões de casos de covid-19. A Índia ocupa o segundo lugar com 7,432 milhões de infectados, embora a contagem diária esteja apresentando uma tendência de queda. O Brasil, por sua vez, ocupa a terceira posição na lista de países mais atingidos pela doença, somando 5,2 milhões de casos, enquanto a Rússia contabiliza 1,376 milhão.

Na Europa, o coronavírus continua avançando. Neste sábado, a Alemanha registrou um novo recorde no número de casos diários, o que levou a chanceler, Angela Merkel, a pedir que as pessoas fiquem mais em casa. Em outros países, as medidas restritivas voltam a entrar em vigor, na tentativa de amenizar a segunda onda da covid-19.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.