Mundo

Kennedy Jr., que disputa eleições nos EUA, diz que verme no cérebro afetou sua memória

Candidato busca ser terceira via na disputa entre Donald Trump e Joe Biden pela Presidência

Robert Kennedy Jr, candidato à Presidência dos EUA (Josh Edelson/AFP)

Robert Kennedy Jr, candidato à Presidência dos EUA (Josh Edelson/AFP)

Publicado em 10 de maio de 2024 às 14h35.

Última atualização em 12 de maio de 2024 às 20h37.

O candidato independente nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, Robert F. Kennedy Jr., revelou na quarta-feira uma anormalidade médica que afetou seu cérebro.

Filho de Robert F. Kennedy, ex-procurador-geral morto em 1968, e sobrinho do ex-presidente John F. Kennedy, morto em 1963, o candidato disse que os problemas que teve relacionados à memória e confusão mental foram causados por um verme morto encontrado em seu cérebro. Ele contou a história a um podcast nos EUA.

Os médicos inicialmente lhe disseram que ele tinha um tumor no cérebro e planejavam removê-lo. Antes da cirurgia, porém, o político se encontrou com outro médico que examinou imagens de seu cérebro e disse que não parecia um tumor.

"Depois que o médico mediu a anormalidade e determinou que ela não havia crescido", Kennedy continuou: “eles disseram que é quase certo que isso é um parasita, um verme que entrou no seu cérebro... é um parasita muito comum na Índia, onde eu fiz muitos estudos ambientais a trabalho."

De acordo com o New York Times, Kennedy disse durante um depoimento de 2012, que dizia respeito ao divórcio de sua segunda esposa, que um médico lhe disse que seus problemas de saúde poderiam ser “causados por um verme que se espalhou pelo meu cérebro, comeu uma porção dele e morreu.”

Numa declaração à CNN na quarta-feira, Stefanie Spear, porta-voz da campanha de Kennedy, disse que ele tinha “viajado extensivamente pela África, América do Sul e Ásia” como parte do seu trabalho como defensor do ambiente e disse que contraiu o parasita numa dessas viagens.

Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde, mais de 1 bilhão de pessoas podem estar infectadas com parasitas que invadem o corpo humano e podem gerar problemas diversos.

yt thumbnail
Acompanhe tudo sobre:Eleições EUA 2024

Mais de Mundo

EUA anuncia que vai priorizar entregas de sistemas de defesa aérea Patriot para a Ucrânia

Putin ganha cães de Kim Jong-un durante visita à Coreia do Norte; veja fotos

Ozempic e Wegovy "acabam" com canetas de insulina na África do Sul; entenda

Investimento estrangeiro cai 10% no Brasil em 2023, aponta relatório da ONU

Mais na Exame