Mundo

Japão: Coreia do Sul tem que se explicar ao G20

Ministro das Finanças japonês, Yoshihiko Noda, lembrou da quantidade de intervenções que os coreanos fizeram em sua moeda, o won

O ministro das Finanças do Japão, Yoshihiko Noda (Getty Images)

O ministro das Finanças do Japão, Yoshihiko Noda (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 13 de outubro de 2010 às 08h41.

Tóquio - O Japão advertiu nesta quarta-feira que a Coreia do Sul, que preside atualmente o G20, deverá dar explicações sobre a política de desvalorização da própria moeda na reunião do grupo de 20 países mais influentes do mundo de novembro em Seul.

"Fizeram muitas intervenções sobre o won", afirmou o ministro japonês das Finanças, Yoshihiko Noda.

Seul é acusada acusada de vender regularmente uma grande quantia de wons nos mercados para reduzir o valor da moeda e favorecer assim as empresas sul-coreanas ante a concorrência internacional, como a japonesa.

"Como presidente (do G20), a Coreia do Sul terá que dar respostas claras sobre o tema", completou Noda.

Leia mais notícias sobre moedas

Siga as notícias do site EXAME sobre Mundo no Twitter

Acompanhe tudo sobre:ÁsiaCoreia do SulJapãoMoedasPaíses ricos

Mais de Mundo

Campanha de Biden ignora críticas e afirma que ele voltará à estrada em breve

Jovens da Venezuela se preparam para sua primeira eleição

Trump retoma campanha contra um Biden enfraquecido

Programa espacial soviético colecionou pioneirismos e heróis e foi abalado por disputas internas

Mais na Exame