Mundo

Israel lança ataque contra o Irã; instalações nucleares não foram atingidas

Autoridades do Irã confirmaram que uma base aérea militar no centro do país foi atingida


Bandeira de Israel perto da fronteira com o Líbano (Jalaa Marev/AFP)

Bandeira de Israel perto da fronteira com o Líbano (Jalaa Marev/AFP)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 19 de abril de 2024 às 06h53.

Última atualização em 19 de abril de 2024 às 10h10.

Israel lançou um ataque pequeno contra o Irã na noite desta quinta-feira, 18. A ação é vista como uma retaliação ao lançamento de mais de 300 mísseis e drones por Teerã contra o território israelense no último final de semana.

Não há informações sobre mortos ou feridos. Autoridades iranianas disseram que interceptaram três drones no ataque.

Autoridades do Irã confirmaram que uma base aérea militar próxima de Isfahan, no centro do país, foi atingida no ataque, segundo o The New York Times.

As instalações nucleares do Irã não foram danificadas pelo ataque de Israel desta sexta-feira, de acordo com a Agência Internacional de Energia Atômica. Em uma declaração divulgada nas mídias sociais, o chefe da AIEA, Rafael Grossi, disse que "continua a pedir extrema moderação de todos e reitera que as instalações nucleares nunca devem ser um alvo em conflitos militares".

O Irã não tem planos de contra-atacar imediatamente, disse um alto funcionário iraniano à Reuters. Os EUA foram notificados antes do ataque se concretizar, falou uma fonte familiarizada com o assunto à agência de notícias.

O ataque do Irã do sábado ocorreu mais de seis meses depois que o grupo Hamas atacou Israel em 7 de outubro, dando início à operação militar na Faixa de Gaza.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o gabinete de guerra do país se reuniram várias vezes desde os ataques do Irã e, conforme relatado anteriormente pela ABC News, pelo menos duas ofensivas foram abortados anteriormente.

Reações do mercado financeiro

As ações e os rendimentos dos títulos caíram no mercado asiático, enquanto moedas tidas como seguras, ouro e petróleo bruto subiram. Os preços futuros do petróleo tipo Brent chegaram a subir 4,2%% devido a preocupações de que o fornecimento do Oriente Médio poderia ser interrompido. Às 6h10, a baixa era mais moderada, de 0,62%, e o preço do Brent era de US$ 87,61 o barril.

O índice mais amplo do MSCI de ações da região Ásia-Pacífico caía 2% após ter registrado uma queda 2,6%. Já o Nikkei caía 2,66%.

Acompanhe tudo sobre:IrãIsrael

Mais de Mundo

Lula participa hoje de evento da OIT em Genebra e deve defender trabalho decente e combate à fome

G7 se reúne na Itália para discutir ajuda à Ucrânia e cessar-fogo em Gaza

Mundo bate recorde de deslocados pelo 12º ano consecutivo, afirma ONU

EUA ampliam sanções contra a Rússia e visam frear auxílio chinês

Mais na Exame